Qualcomm se prepara para acelerar seus negócios em um novo mercado

Fabricante americana anunciou o desenvolvimento de um processador para carros autônomos

São Paulo – A Qualcomm anunciou nesta segunda-feira (7) o desenvolvimento de um novo sistema computacional voltado para o controle de carros autônomos. A meta da companhia americana é que a tecnologia de inteligência artificial chegue às ruas em 2023.

Chamado de Snapdragon Ride, esse é o primeiro produto da empresa com sede em San Diego, na Califórnia, voltado para o setor automobilístico.

Nos últimos anos a Qualcomm se tornou uma das principais fabricantes de processadores de smartphones. Seus chipsets são ou já foram utilizados em aparelhos de gigantes como Samsung, iHuawei, LG, entre outras.

A ideia de acelerar os negócios longe das telinhas dos celulares não é nova. O desenvolvimento de chipsets para carros foi iniciado anos atrás. O objetivo era intensificar a competição com rivais como Intel e Nvidia.

Ainda não há muitos detalhes sobre os novos produtos da Qualcomm nesta seara, mas a companhia já adiantou que serão processadores que visam a economia de energia elétrica e um baixo aquecimento do motor dos automóveis. A intenção é impedir que os sistemas drenem a bateria do carro para que os carros rodem mais quilômetros com uma mesma carga da bateria.

“Muitos desses carros contam com um supercomputador debaixo do capô”, disse Patrick Little, vice-presidente da Qualcomm, em entrevista para a Reuters. “São máquinas que parecem até mesmo computador voltado para jogos de uma criança.”

A Qualcomm espera colocar seus chips automotivos nas ruas já em 2023. A expectativa, ainda não confirmada pela companhia, é de que os processadores sejam utilizados em vdiculos autônomos fabricados pela montadora General Motors.