Preço e indicação de amigos levam brasileiros à Amazon

Segundo estudo da e-bit, um oitavo dos consumidores do país que realizam compras on-line recorrem à gigante americana do varejo

São Paulo – O iminente desembarque da Amazon no Brasil já motiva pesquisas acerca do impacto da gigante americana do varejo no país. Segundo estudo da empresa de monitoramento de comércio eletrônico e-bit divulgado nesta quarta-feira, os consumidores brasileiros realizam compras no site devido a bons preços e à indicação de amigos.

O relatório ouviu, entre os dias 3 e 12 de agosto, 3.125 pessoas de todo o país que realizam compras via internet. Um quarto dos consumidores recorre a sites estrangeiros – desses, 26% utilizam a Amazon. Nesse grupo, 30% recorrem à varejista americana devido a seus preços, 23% por indicação de amigos, 18% devido à confiança na entrega, 10% pela oferta de produtos exclusivos e 9% pela facilidade no pagamento, igual parcela dos que gostam da ferramenta de rastreamento de pedidos. O restante citou outras razões. Em geral, os brasileiros buscam maior diversidade de produtos na Amazon.

Entre os consumidores brasileiros da Amazon, poucos sabem que a empresa deve inicar suas operações no país até o fim deste ano. Só 26% dos clientes da empresa americana afirmaram conhecer a informação.

O tíquete médio de compra de um brasileiro na Amazon é de 172 reais, o segundo maior valor gasto em sites estrangeiros – atrás apenas da quantia deixada pelos consumidores na loja de eletrônicos americana Best Buy: 212 reais. Em média, os brasileiros gastam aproximadamente 158 reais com compras on-line fora do país. Segundo o e-bit, 54% dos consumidores são homens e 58% pertencem à classe B.