Pensa que o Facebook pagou caro no WhatsApp? Este gráfico vai fazer você mudar de ideia

Gráfico mostra que custo por usuários está bem abaixo de outras aquisições no mercado de tecnologia

A soma de 16 bilhões de dólares que o Facebook pagou pelo WhatsApp foi a maior já desembolsada no mercado de startups de tecnologia. O alto valor fez muita gente discutir se Mark Zuckerberg fechou um bom negócio – e até os funcionários do Facebook se mostraram insatisfeitos. Mas este gráfico mostra que nem de longe o negócio do WhatsApp foi o mais ousado em termos de custo por usuário. Quando visto sob esse aspecto, comparado a outras aquisições do mercado de tecnologia, o custo de 35,56 dólares por usuário é até conservador.

O gráfico mostra, por exemplo que a compra do app está bem abaixo do preço alucinante de 830,23 dólares por usuário que o Yahoo pagou pelo Geocities, em 1999, pouco antes do pico da bolha pontocom. O negócio foi fechado por 3,57 bilhões de dólares, quando o Geocities, um serviço que permitia a construção de sites, tinha 4,3 milhões de usuários registrados. 

Claro que um baixo custo por usuário não é um sinal garantido de bom negócio. A Zynga comprou a OMGPop, produtora do game Draw Something, por 200 milhões de dólares, ou 6 dólares por cada usuário. Não demorou muito para que o negócio se mostrasse furado, com uma brusca queda de uso no app de desenho, e prejuízos para a Zynga. 

Uma análise do gráfico mostra que o valor por usuário pago pelo Facebook no WhatsApp está num patamar não muito distante do pago pelo Instagram, de 28,57 dólares. O negócio custou aos cofres do Facebook 1 bilhão de dólares.

Confira abaixo o gráfico completo: