Peixe Urbano testa selfie como recurso de segurança

A adoção desse método de autenticação visa tanto a segurança quanto a agilidade das compras

São Paulo – Para evitar fraudes, o Peixe Urbano testa o uso de tecnologia de reconhecimento facial pelo smartphone.

O recurso de segurança para compras online é fornecido pela empresa brasileira Acesso Digital, que tem imagens de rostos de usuários. Por ora, a novidade está disponível apenas a um seleto grupo de usuários, normalmente, os que se cadastraram há menos tempo na plataforma de ofertas do Peixe Urbano.

Ao realizar uma compra, o usuário recebe um link via mensagem de texto (SMS) no celular. Ao abri-lo, é solicitado o reconhecimento do rosto por meio de uma selfie (auto-retrato).

As empresas dizem que a adoção desse método de autenticação visa tanto a segurança quanto a agilidade da transação. Tanto quem tentar comprar pelo site quanto pelo aplicativo pode ter uma foto solicitada.

Como a maioria dos smartphones não têm câmeras com tecnologia de detecção facial tridimensional, como acontece com o iPhone X, o reconhecimento biométrico será bidimensional.

De onde vêm os rostos?

Ao Site EXAME, a companhia informou que seu acervo foi criado com base em fotos capturadas durante vendas, abertura de crediários e contas. As imagens podem ter sido tiradas com smartphones, tablets ou webcams. “Todas as capturas de imagem ocorrem com o consentimento do cliente”, segundo comunicado.

Os rostos registrados no sistema da Acesso Digital são atualizados diariamente pelos clientes corporativos da empresa.