Os livros físicos e digitais mais vendidos pela Amazon no Brasil

Títulos de autoajuda e clássicos da literatura aparecem entre os mais populares desde 2014

São Paulo – A gigante americana Amazon divulgou uma lista inédita de livros físicos e digitais mais vendidos no Brasil desde 2014, quando a empresa iniciou a operação de venda de produtos físicos no país. EXAME obteve acesso aos dados antecipadamente.  

As duas listas apresentam resultados diferentes, apesar de terem alguns pontos de convergência, como o livro de desenvolvimento pessoal de Mark Manson – que está entre os dez mais vendidos também nos Estados Unidos

O clássico de autoajuda de Dale Carnegie “Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas”, foi o recordista de vendas em livros digitais no mercado brasileiro. Esses e-books podem ser comprados e lidos tanto no aplicativo oficial do Kindle, disponível para smartphones Android e iPhones, quanto em leitores digitais da série Kindle, à venda no mercado brasileiro. O título também aparece entre os livros físicos mais vendidos. 

Book Friday, a Black Friday da Amazon

A Amazon fará sua própria Black Friday no próximo final de semana. A empresa americana oferecerá descontos de até 80% em livros digitais e físicos. O período do evento chamado pela empresa de “Book Friday” é das 18h de 29 de agosto a 23h59 de 1º de setembro. A Amazon também oferecerá preço promocional para o seu “Netflix de livros digitais”, o Kindle Unlimited. A contratação do serviço por novos clientes custará 1,99 nos primeiros três meses – depois, o preço sobe para 19 reais.

A data pode ajudar a aumentar as vendas de livros digitais no Brasil. O faturamento do mercado de livros digitais, também chamados de e-books, tem aumentado nos últimos anos. Ele passará de 13,1 bilhões de dólares em 2018 para 15,2 bilhões de dólares globalmente até 2023, de acordo com dados da consultoria de mercado americana Statista, complicados em julho deste ano. A mesma previsão estima que o número de leitores de livros digitais também continuará a crescer nesse período de cinco anos, indo de 892,1 milhões para 1,1 trilhão. A receita dos livros digitais é maior nos Estados Unidos, seguido de Japão, China, Reino Unido e Coreia do Sul. A penetração de livros digitais no Brasil ainda é baixa se comparada à dos Estados Unidos. São apenas 11,9% contra 25,1%.

Confira a seguir quais foram os 10 livros físicos mais vendidos na história da Amazon.com.br. 

  1.       A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se, por Mark Manson
  2.       O milagre da manhã, por Hal Elrod, David Osborn e Honorée Corder
  3.       Os segredos da mente milionária, por T. Harv Eker
  4.       Do Mil ao Milhão. Sem Cortar o Cafezinho, por Thiago Nigro
  5.       Sapiens – Uma Breve História da Humanidade, por Yuval Noah Harari
  6.       O poder do hábito, por Charles Duhigg
  7.       Como Fazer Amigos e Influenciar Pessoas, por Dale Carnegie
  8.       Mindset, por Carol S. Dweck
  9.       O conto da aia, por Margaret Atwood
  10.     Me Poupe!, por Nathalia Arcuri

 

Os 10 e-books mais vendidos no da Amazon desde 2014 são:

  1.       Como fazer amigos e influenciar pessoas, por Dale Carnegie
  2.     SCRUM: A arte de fazer o dobro de trabalho na metade do tempo, por Jeff Sutherland
  3.     A história do mundo para quem tem pressa, por Emma Marriott
  4.       Laranja mecânica, por Anthony Burgess
  5.     A Sutil Arte de Ligar o F*da-Se, por Mark Manson
  6.     A Segunda Guerra Mundial, por Martin Gilbert
  7.     O Pequeno Príncipe, por Antoine de Saint-Exupéry
  8.       O poder do hábito, por Charles Duhigg
  9.     Os melhores contos de H.P. Lovecraft, por H. P. Lovecraft
  10.   A filosofia explica grandes questões da humanidade, por Clóvis Barros de Filho e Júlio Pompeu