Operadora é processada por utilizar roteadores domésticos para rede pública de Wi-Fi

'Gato' ativa segundo canal de conexão que serve redes públicas de internet

A gigante americana Comcast está sendo processada por dois moradores de São Francisco, que alegam que seu Wi-Fi doméstico está sendo utilizado pela operadora como rede pública de internet. Segundo reportagem do SFGate, os usuários alegam que esse “desvio” consome energia elétrica, congestiona a conexão e ameaça sua privacidade. 

O processo foi registrado numa corte de São Francisco, e acusa a Comcast de “exploração pelo lucro”.

Esse “gato” apontado pelos usuários faz parte de um plano nacional da Comcast para a instalação de uma grande rede pública de Wi-Fi em 19 grandes cidades dos Estados Unidos. Para isso, a operadora ativa um segundo canal de conexão nos modems utilizados pelos seus clientes domésticos, que serve a quem estiver no alcance do aparelho. 

Segundo a empresa, essa segunda via não prejudica o sinal de internet utilizado pelos donos do modem. Mas, de acordo com as informações registradas no processo, além de tornar a conexão muito mais lenta, a gambiarra faz com que o aparelho consuma mais energia, prejudicando diretamente o consumidor. 

Pior ainda, os autores da ação alegam que a empresa não avisa do ativamento dessa segunda via, que pode ser desabilitada mediante um pedido do usuário, segundo a Comcast. 

O processo pede que a empresa seja impedida de utilizar redes domésticos para sua rede de Wi-Fi pública, além de compensação por danos.