Onkyo HTS3500B

logo-infolab

Avaliação de Airton Lopes / Se já se investiu em uma smartTV e um Blu-ray player 3D, o home theater que poderá completar essa sala de cinema particular não precisa ser um modelo com Wi-Fi e centenas de aplicativos. Uma boa alternativa são os sistemas integrados vendidos sem o player, como este Onkyo. Mesmo sendo o home theater 5.1 mais simples da marca, a qualidade sonora e o número de entradas de áudio e de vídeo deste equipamento são superiores ao que oferece a maioria dos modelos com Blu-ray 3D, caixas em forma de torre e funções de smartTV. O som produzido nos testes do INFOlab com filmes foi muito bom em definição, detalhamento e impacto. O subwoofer passivo com corpo de madeira é grande e bem eficiente. Com música, a superioridade do áudio é ainda mais flagrante. O home theater não tem dock, mas amplifica as músicas do iPod, iPhone e iPad por meio da porta USB frontal, usando o cabo dos iGadgets. Por ela também dá para rodar arquivos salvos em pen drive, mas apenas os de música.

Avaliação de Giovana Penatti / Quem busca um home theater com preço razoável sem perder na qualidade do som pode encontrar no modelo HTS3500B da Onkyo uma boa opção. Com funções mais simples, ele é um ótimo complemento para quem já tem uma smartTV e um Blu-ray player 3D.

As seis caixas de som de tamanho reduzido fazem do HTS3500B um bom home theater para salas de tamanho reduzido, já que não ocupam muito espaço. Elas têm boa construção: as caixas satélite são revestidas de plástico brilhante em forma de gomo e a face recoberta por tecido. A caixa central foi feita para ficar sobre o rack. Uma crítica a ser feita é a falta de pés de borracha, que deixa as caixas desprotegidas de riscos. As que vieram para o INFOlab já chegaram com vários. O subwoofer é feito de um compensado com construção robusta. Há uma saída de ar na parte frontal e o drive fica voltado para o chão. Apesar de ser passivo e não mandar tão bem quanto um ativo na reprodução de graves, ele faz um bom trabalho: com volume acima de 40 (a escala vai até 60), é possível sentir o chão e a janela tremerem.

A qualidade do som espanta pela definição, detalhamento e impacto. A potência nominal não chega a ser tão impressionante (cinco caixas de 110 W e uma de 130 W), mas o áudio que o HTS3500B produz tem muita força. O volume atinge um nível poderoso em 60% da escala, suficiente para preencher todo o ambiente. Para causar a sensação de imersão, deixamos as caixas surround com volume pouco mais elevado que as frontais (12 dB e 9 dB, respectivamente). Há uma tendência para agudos cortantes, especialmente com volume elevado durante filmes, mas dá para amenizar rapidamente. Nos ajustes disponíveis, ainda é possível adaptar o som às salas largas ou estreitas, além de oferecer três modos de equalização com ajustes próprios: Game, Music e Movie. Isso é feito de maneira fácil e rápida pelo controle remoto.

Com músicas, o áudio também é admirável, especialmente as que têm trilha original 5.1, que é o número de canais que ele reproduz. O punch e a definição merecem elogios à parte e, se nos filmes os agudos precisam de ajustes, nas músicas isso não ocorreu.

Outro destaque do HTS3500B fica na oferta de conexões, que permite manter diversos aparelhos ligados ao home theater: Blu-ray player, decodificador de TV a cabo, console, notebook e até aparelhos mais antigos, como um videocassete. Ele tem quatro HDMI, duas vídeo componente, quadro vídeo composto, duas para áudio digital via fibra óptica, uma coaxial e cinco RCA estéreo. Ainda assim, faz falta a possibilidade de se conectar a uma rede com ele e puxar conteúdo dos computadores, tablets e smartphones, ou diretamente da internet.

Apesar de não haver uma dock, iGadgets podem ser ligados pela porta USB, que também carrega a bateria. Para navegar pelas faixas, um menu é exibido na televisão. A interface ser mais caprichada. Ela é extremamente simples, sem carregar imagens dos álbuns, e caracteres acentuados, por exemplo, não são reconhecidos. Ainda sobre a porta USB, ela não reconheceu o sistema de arquivos de um Android, mas reproduz também áudio de HDs (formatados em NTFS) e pendrives (formatados em FAT32). Com vídeo, não funcionou.

Ficha técnica

Canais 5.1
Potência 680 W
Saídas 1 HDMI, 1 vídeo componente, 2 composto
Entradas 4 HDMI, 2 vídeo componente, 4 composto, 2 áudio óptica, 1 coaxial, 5 RCA estéreo
Conexão USB

Avaliação técnica

Prós Muito boa qualidade de áudio em definição, detalhamento e impacto, variedade de conexões AV, compatibilidade com iGadgets com conectores de 30 pinos e 8 pinos (Lightning)
Contras Interface espartana, não reproduz arquivos de vídeo pela USB, não tem conectividade por Wi-Fi ou rede cabeada
Conclusão Ótimo home theater para salas pequenas, com bom preço e sem perder na qualidade sonora
Áudio 8,8
Conexões 9,5
Design 8,0
Média 8.4
Preço R$ 2.799