Obama fala de segurança virtual com novo presidente da China

Obama ressaltou "seu firme compromisso" com uma maior cooperação prática para enfrentar os problemas econômicos e de segurança mais urgentes da Ásia e do mundo

Washington – O presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, parabenizou nesta quinta-feira o novo presidente da China, Xi Jinping, durante uma conversa telefônica em que destacou a “importância” de fazer frente a “desafios compartilhados” como o da segurança nas redes virtuais.

“O presidente (Obama) chamou o presidente da China, Xi Jinping, para felicitá-lo por seu novo cargo e para discutir o futuro das relações entre EUA e China”, afirmou a Casa Branca em comunicado.

Durante a conversa, Obama ressaltou “seu firme compromisso” com uma maior cooperação prática para enfrentar os problemas econômicos e de segurança mais urgentes da Ásia e do mundo, segundo o comunicado da residência oficial.

O governante dos EUA se referiu, nesse sentido, à “importância de fazer frente às ameaças de cibersegurança”, que representam, disse, “um desafio comum”.

A segurança online é um dos assuntos espinhosos nas relações bilaterais, sobretudo depois que o mês passado a empresa Mandiant, especializada em segurança na internet, publicasse um relatório no qual indicava que boa parte dos ciberataques contra os EUA têm sua origem em uma unidade do Exército chinês.

Obama também se referiu hoje à “ameaça” que o programa nuclear e de mísseis da Coreia do Norte representa para os EUA, seus aliados e a região em geral.

O presidente destacou “a necessidade de uma estreita coordenação com a China para assegurar que a Coreia do Norte cumpra com seus compromissos de desnuclearização”.


Ambos os líderes concordaram sobre a importância de manter reuniões de alto nível regularmente e de ampliar a cooperação e a coordenação, segundo a residência oficial americana.

Obama mencionou, nesse sentido, que o secretário do Tesouro americano, Jack Lew, viajará para a China na próxima semana e que o chefe da diplomacia americana, John Kerry, também visitará Pequim nas próximas semanas durante sua viagem pela Ásia.

No mais, o líder americano elogiou o compromisso da China com uma maior flexibilidade cambial e ressaltou a importância de que ambos os parceiros colaborem para melhorar “os vínculos comerciais, as oportunidades de investimento e a proteção dos direitos de propriedade intelectual”.

Xi Jinping foi eleito hoje sem surpresas novo presidente da China e designado oficialmente como chefe de Estado após o protocolo de uma votação da Assembleia Nacional Popular (ANP, Legislativo).