Novo Megaupload promete 50 GB de armazenamento gratuito

Em série de tuítes disparados nesta quinta-feira, Kim Dotcom revelou que estuda como disponibilizar aos antigos usuários do site o acesso aos seus arquivos

São Paulo – Kim Dotcom, fundador do site de armazenamento de arquivos Megaupload (MU), usou seu perfil no Twitter mais uma vez para divulgar mais informações sobre o seu novo serviço, o Mega, que deve estrear na internet no próximo sábado, dia 19 de janeiro. A principal delas é que os usuários do Mega terão direito a nada mais, nada menos que 50 GB de armazenamento gratuito.

Com o anúncio, Dotcom pisa no calo dos concorrentes e mostra que chegará pronto para a briga. Especialmente quando se considera que a capacidade de armazenamento oferecida pelo site de Dotcom é muito superior ao que é inicialmente disponibilizado, em caráter gratuito, por serviços consolidados como o Dropbox e Google Drive.

Na série de tuítes disparados nesta quinta-feira, Dotcom disse ainda contar com a ajuda da Electronic Frontier Foundation (EFF), organização especializada em direito digital, para devolver aos antigos usuários do Megaupload o acesso aos seus arquivos.

Além disso, revelou que sua equipe jurídica estuda maneiras de privilegiar os então usuários de Megaupload. “Nossos advogados estão procurando obter autorização da Justiça para transferir os dados dos usuários do Megaupload”, explicou em um tuíte. Desta forma, aqueles que contavam com contas premium no site podem conseguir manter o status no novo Mega.

Nos tuítes finais, Dotcom se mostrou animado com a estreia do serviço e disse acreditar que todos ficarão muito felizes com o novo Mega. “Será como viajar no tempo! Vamos levá-los ao futuro”, finalizou.

Novo Mega

Há exatos doze meses, o site de armazenamento de arquivos Megaupload, um dos maiores da internet, era retirado do ar em uma operação policial repleta de polêmicas, conduzida pelo governo americano. Desde então, Kim Dotcom, que já esteve preso, mas hoje já está de volta à sua enorme mansão na Nova Zelândia, usa o Twitter para elevar as expectativas do público em relação aos seus próximos passos.

Em dezembro, ele revelou em coletiva de imprensa que lançaria o Mega, serviço que chegaria para suceder o bem-sucedido Megaupload. Segundo ele na ocasião do anúncio, o site estará disponível em vinte idiomas e todos os arquivos serão criptografados. A medida seria uma estratégia para evitar novas acusações do governo americano de que Dotcom e equipe estariam facilitando a pirataria.