Nokia investirá R$ 20 milhões para desenvolver apps no país

“É uma parceria importante que vai amplificar o desenvolvimento de aplicativos no Brasil”, comemora o presidente da Nokia Brasil, Almir Luiz Narcizo

São Paulo – Em parceria com o Governo Federal e o Instituto Nacional de Telecomunicações (Inatel), a Nokia Brasil vai investir R$ 20 milhões nos próximos dois anos no projeto mLab, que chega ao País em janeiro de 2013. A iniciativa, divulgada nesta quarta-feira, 21, em evento para desenvolvedores em São Paulo, resultará na construção de um laboratório no Inatel, em Santa Rita do Sapucaí (MG). Lá serão oferecidos treinamentos e cursos para desenvolvedores das plataformas da Nokia, como Windows Phone e S40 (utilizado nos featurephones Asha).

“É uma parceria importante que vai amplificar o desenvolvimento de aplicativos no Brasil”, comemora o presidente da Nokia Brasil, Almir Luiz Narcizo. Ele explica que, além da capacitação técnica, haverá abordagem para a preparação do profissional para o mercado. “O desenvolvedor muitas vezes é solitário, não tem nem CNPJ. O mLab entrará não só com o desenvolvimento, mas também na visão de negócios”.

Embora ainda sem nada de concreto para anunciar, parcerias com outras instituições de ensino serão feitas. “Temos relacionamento próximo com 30 ou 32 universidades”, garante o diretor de desenvolvimento da Nokia Brasil, Daniel Rocha.

O ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, revelou que existe mesmo necessidade de incentivo para desenvolvedores. “Este é um mundo que estamos procurando entender, temos um grupo de trabalho com o Maximiliano Martinhão (secretário de Telecomunicações do Minicom) que já apontou problemas como bitributação que inibe pequenas e médias empresas de produzir e vender aplicativos”, explicou Bernardo durante o evento.

Ecossistema

A intenção da Nokia de investir na capacitação no Brasil é exportar aplicativos nos ambientes Windows Phone e S40, da própria fabricante finlandesa, que equipa aparelhos da linha Asha. Com isso, a empresa espera uma injeção de ânimo na Windows Marketplace, loja virtual de aplicativos que conta agora com 120 mil programas para a plataforma da Microsoft. A loja da Nokia foca no sistema operacional Symbian, que deverá contar com suporte até 2016. Dados da empresa revelam que foram realizados 250 mil downloads de apps na Nokia Store no Brasil, maior mercado em venda de aplicativos da loja no mundo, segundo o presidente da companhia, Almir Narcizo. A participação brasileira cresceu 130% em relação a 2011, ainda de acordo com informações da Nokia.


A companhia finlandesa anunciou ainda que deverá abrir para os desenvolvedores a API da tecnologia PureView, adquirida com a compra da empresa sueca Scalado e aplicada nos novos smartphones Lumia 820 e 920, além do já lançado Nokia N808 com câmera de 41 megapixels. Com isso, a Nokia pretende promover as ferramentas de melhorias de imagens para aplicativos externos também.

Mas o desenvolvimento de apps com tecnologias da Nokia não os limita para as plataformas apoiadas pela empresa: desenvolvedores podem migrá-los para os sistemas iOS e Android, por exemplo. Tanto que a empresa lançou nesta semana o aplicativo de Nokia Mapas para iPhone. “Todos vimos o fiasco dos mapas da Apple, o novo iPhone só o confirmou”, disse Narcizo, alfinetando a concorrência e garantindo que “não existe tecnologia igual no mundo” da companhia finlandesa.