CEO da Nokia confirma volta da empresa ao mercado de smartphones

CEO da empresa contou que a marca pretende voltar a desenhar e licenciar modelos de celulares

A Nokia vendeu sua divisão de smartphones para a Microsoft, mas aparentemente não vai desistir do mercado tão facilmente. Em entrevista à publicação alemã Manager Magazin, Rajeev Suri, atual CEO da empresa, contou que a marca pretende voltar a desenhar e licenciar modelos de celulares, que poderão ser produzidos por parceiros.

O método é o mesmo que a companhia finlandesa adotou para colocar no mercado seu tablet N1, lançado no final do ano passado carregando boas configurações e um design bem interessante. O aparelho foi apenas desenvolvido pela Nokia, e quem ficou responsável pela produção foi a gigante Foxconn, após adquirir a licença da marca.

O problema no caso de smartphones é que a empresa não pode usar a própria marca em dispositivos do tipo até o último trimestre de 2016, devido ao acordo assinado com a Microsoft também no ano passado. Assim, o anúncio só se confirmará daqui mais de um ano.

Até lá, a companhia que um dia foi líder no segmento ficará limitada aos tablets e a todos os outros dois setores principais em que está inserida. No de mapas a situação é boa, e grandes montadoras têm demonstrado interesse no HERE Maps – que inclusive passou a ser incluído por padrão em smartphones da Samsung. E no de equipamentos de rede o cenário é ainda melhor – a empresa até comprou a Alcatel-Lucent em abril deste ano.

* Com informações da agência Reuters