No Facebook, locadores do Airbnb expõem dados e fotos de seus hóspedes

Em um dos casos, usuário teve sua orientação sexual exposta na rede social

São Paulo – Grupos no Facebook estão sendo usados por locadores do Airbnb apara expor informações pessoais e fotos de hóspedes que alugam seus imóveis na plataforma de locação digital. De acordo com capturas de tela feitas pelo site de viagem Skift, as comunidades digitais chegavam a concentrar mais de 16 mil membros que obtinham acesso a esses dados.

Os grupos eram utilizados para que os locadores pudessem discutir sobre o serviço e também para alertar seus pares sobre hóspedes problemáticos. Eram os casos do “Airbnb Host Community” e do “Airbnb Guest Blacklist” – este último já banido pelo Facebook por, segundo a empresa em nota ao Business Insider, desrespeitar os termos de uso da rede social.

O problema é que, na tentativa de fazer isso, os anfitriões acabavam expondo informações pessoais como nomes, idades e fotos dos hóspedes sem qualquer tipo de autorização. A prática vai contra as regras de uso do serviço digital de locação de imóveis residenciais, além de, é claro, ferir a privacidade dos usuários.

Em um dos casos, uma mulher publicou a foto e o nome de um homem que estaria urinando em seu quintal com a mensagem “esses porcos não se dão ao trabalho de usar o banheiro”.

Outro caso expôs a orientação sexual de um usuário que, pelo Airbnb, questionou o locador se poderia “levar um cara para uma das minhas estadias”. Conforme relata o Skift, a proposta foi negada, mas sem que antes o locador fizesse uma piada sobre o assunto.

Ao Business Insider, um porta-voz do Airbnb afirmou que a plataforma irá tomar uma atitude contra postagens que violem os padrões de comunidade do serviço e que veta a prática de expor dados pessoais e fotos dos hóspedes.