Nintendo prepara novo modelo do console Switch

Ritmo de vendas da primeira versão está abaixo do esperado

A empresa japonesa Nintendo está preparando uma nova versão de seu console de games Switch, após o grande sucesso do primeiro modelo e de alguns de seus títulos, incluindo alguns que rapidamente venderam de 10 a 15 milhões de exemplares.

As vendas do Switch, lançado pela empresa em março de 2017, já superaram 32 milhões de unidades em todo o mundo.

Mas o ritmo está um pouco menor que o previsto para o atual ano fiscal (abril de 2018 a março de 2019). A estimativa agora é de 17 milhões, contra a anterior de 20 milhões.

Os números preocupam os acionistas e as ações da empresa fecharam em queda na Bolsa de Tóquio nesta sexta-feira.

“A atividade dos consoles continuará sendo a principal atividade da Nintendo porque um aparelho específico (para jogar) permite oferecer maneiras e sensações de jogo que você não consegue com outros aparelhos”, afirmou o presidente da empresa, Shuntaro Furukawa

Mas a empresa não revelou detalhes do novo Switch.

Uma fonte da Nintendo afirmou que um produto da mesma linha está sendo desenvolvido, mas sem afirmar se este seria um modelo mais compacto e menos caro, como indicou o jornal japonês Nikkei.

Atualmente as grandes concorrentes da Nintendo são a também japonesa Sony e a americana Microsoft.

Os números da empresa para os primeiros nove meses do ano confirmam a recuperação do grupo, que tem sede em Kyoto, após uma fase difícil provocada pelo fiasco do console anterior, o Wii U.

O sucesso do Switch é explicado principalmente pelas vendas de jogos.

Super Smash Bros Ultimate (12,08 milhões de exemplares vendidos), Mario Kart (15 milhões), The Legend of Zelda (11,68 milhões) e Super Mario Odyssey (13,76 milhões) estão entre os grandes êxitos do formato.

“Estes jogos foram vendidos de forma explosiva desde o lançamento”, afirmou Furukawa.

Nos jogos para telefones celulares, mercado em que a Nintendo demorou a entrar, a empresa anunciou o lançamento nos próximos meses de um novo aplicativo, “Dr Mario World”, que será incluído gratuitamente com o serviço de mensagens japonês Line.

O presidente da empresa também informou a intenção de aumentar o faturamento com a propriedade intelectual de personagens como Mario, Zelda ou Pikachu.

A Nintendo abrirá este ano sua primeira loja no Japão, a Nintendo Tokyo, onde serão vendidos, além de consoles e jogos, vários produtos derivados.

A loja ficará na torre Parco, que está sendo construída no bairro de Shibuya.