Netflix pode impedir o compartilhamento de contas entre usuários

Empresa americana avalia o comportamento, comum entre jovens

São Paulo – A Netflix tem novos planos com relação ao compartilhamento de senhas entre pessoas que não moram na mesma casa. De acordo com o The Independent, a empresa americana avalia o uso compartilhado de contas.

Greg Peters, diretor de produto da Netflix, disse que a companhia monitora esse tipo de uso, mas que ainda não tem grandes planos para anunciar sobre o tema.

Segundo a empresa de pesquisas Magid, 35% dos millennials, nascidos nas décadas 1980 e 1990, compartilham as senhas de suas contas na Netflix com outras pessoas.

O comportamento é diferente com o público mais velho. 19% da geração X compartilha senhas, enquanto apenas 13% dos baby boomers apresentam esse comportamento.

Empresas de transmissão online de músicas, como o Spotify, também têm propostas semelhantes e oferece planos familiares voltados, mesmo, para famílias.

Mesmo com os reajustes de preços que a Netflix fez em seus planos neste ano, a consultoria americana eMarketer prevê que a companhia continuará a aumentar sua audiência na América Latina. Com 70,1 milhões de usuários em 2019, a consultoria prevê crescimento de 11,9% em 2020, passando para 76,8 milhões. Em 2023, o número deve chegar a 88,2 milhões na região.