“Netflix da educação” tem mais de 50 cursos com preços acessíveis

Conteúdos são de escolas e universidades parceiras da Vivo e da Movile

São Paulo – A Vivo, em parceria com a Movile (responsável por apps como iFood e PlayKids), lança nesta semana o aplicativo chamado Vivo Educa. Com preço acessível, o usuário pode ter acesso a mais de 50 cursos sobre temas como fotografia, culinária e finanças. O app tem versões para Android e iPhone.

Os vídeos educacionais podem ser vistos offline, após o download dos conteúdos para o smartphone, ou por transmissão online – ou seja, da mesma forma que vemos vídeos na Netflix.

No total, são 440 videoaulas, com áudios e livros digitais como materiais de apoio. Os conteúdos são de parceiros das empresas responsáveis pelo app, como Grupo Estácio e Escol@ 24horas. Em breve, aulas ao vivo devem chegar ao Vivo Educa.

Um curso completo no aplicativo tem até sete aulas, com duração máxima de 10 minutos para cada uma.

A assinatura dos cursos custa 12,90 por mês ou 4,99 por semana. A contratação da assinatura é exclusiva para clientes da operadora Vivo e pode ser feita por meio do envio de um SMS para o número 1515, com a palavra VED.

De acordo com Ricardo Sanfelice, vice-presidente de estratégia digital e inovação, a iniciativa é parte importante no processo de transformação digital da empresa. “A premissa é a oferta de serviço de rede de qualidade, mas os serviços digitais também são parte central da nossa estratégia”, declarou Sanfelice, em entrevista a EXAME.com.

Essa não é a primeira empreitada da Vivo no segmento. Um dos apps de sucesso é o Kantoo, de ensino de idiomas. Desde 2009, mais de 12 milhões o utilizaram para estudar alguma língua.

A ideia com o Vivo Educa é que ele seja um passatempo educativo. “O usuário pode se desenvolver em pequenas pausas do dia a dia, como quando está em uma fila, no metro ou em uma sala de espera”, disse Sanfelice, que afirma ainda que o app foi criado para reter clientes e atrair novas pessoas para o serviço de telefonia móvel da operadora.

Há poucos apps gratuitos que oferecem cursos educacionais. Um interessante é o Cursos de Graça, que organiza conteúdos do YouTube – mas sem a chancela de escolas e universidades.