Nasa prevê encontrar evidência de vida alienígena até 2025

Astronauta que administra o programa de ciências da agência americana prevê que sinais de vida serão encontrados logo e no próprio sistema solar

A humanidade está prestes a descobrir vida alienígena, afirmou a cientista chefe da Nasa, Ellen Stofan.

“Iremos obter fortes indícios da existência de vida fora da Terra dentro da próxima década, e acredito que teremos a evidência definitiva nos próximos 20 a 30 anos”, afirmou Stofan nesta terça-feira (7), durante uma conferência sobre as missões da agência para encontrar mundos habitáveis e vida alienígena.

“Sabemos onde procurar. Sabemos como procurar”, afirmou Stofan durante a palestra.

“Na maioria dos casos nos temos a tecnologia, e estamos no caminho para implantá-la. Acho que estamos no caminho certo.”

O astronauta John Grusnfeld, que administra o programa de ciências da agência americana, prevê que esses sinais de vida serão encontrados logo e no próprio sistema solar.

“Acho que estamos a apenas uma geração de encontrar um indício em nosso sistema solar, seja em uma lua congelada ou em Marte”, afirmou Grunsfeld.

De acordo com o executivo da Nasa, descobertas recentes sugerem que o sistema solar e alguns planetas na fronteira da Via Láctea possuem ambientes que podem suportar a vida como conhecemos na Terra.

Duas luas de Júpiter, Ganimedes e Europa, possuem oceanos de água líquida, além do satélite Enceladus, de Saturno. Os cientistas também sabem que boa parte de marte era coberta por um oceano, provavelmente de água salgada.

A sonda Curiosity também descobriu na superfície de Marte moléculas orgânicas de carbono e nitrogênio fixado, ingredientes básicos para a vida.