“Não está no meu radar”, diz Bolsonaro sobre internet 5G

Presidente brasileiro deu a declaração durante viagem para a Ásia

São Paulo – Tida com uma das grandes revoluções da tecnologia para os próximos anos, a chegada da internet 5G ao Brasil não tem sido uma pauta do presidente Jair Bolsonaro. Nesta terça-feira (22), no Japão, o mandatário brasileiro afirmou que a quinta geração de internet móvel “não está em seu radar”.

Em viagem para a Ásia, onde o presidente vai visitar cinco países, Bolsonaro afirmou que não conversou com representantes chineses sobre a implementação da tecnologia no Brasil e que as tratativas foram realizadas apenas com o vice-presidente Hamilton Mourão. Já o ministro das Relações Exteriores, Ernesto Araújo, afirmou que o tema não está na pauta dos encontros entre Brasil e China.

De qualquer forma, as conversas podem envolver menções à Huawei. Gigante chinesa das telecomunicações, a companhia detém mais de um terço da infraestrutura de redes de telefonia móvel e poderá contribuir para a implementação do 5G por aqui.

O problema é que a Huawei não está em bons lençóis não mercado ocidental. A empresa acumula problemas em 2019 por conta de uma relação conturbada com os Estados Unidos. Com denúncias de espionagem e roubo e dados, o presidente americano Donald Trump tem feito lobby para que a companhia não seja escolhida para implementar o 5G em diferentes países.

Não será uma missão fácil por aqui. Até setembro, representantes da Huawei já haviam se encontrado pelo menos nove vezes com o governo brasileiro e o vice-presidente Mourão já tinha dado sinais de que o Brasil não planejava adotar a mesma postura rigorosa dos americanos com a empresa.