MySpace volta a crescer após período de queda

Segundo a comScore, a rede fechou o mês de janeiro com 25,1 milhões de usuários nos EUA, crescimento de 4%

São Paulo – O MySpace deve confirmar, nesta semana, o ganho de 1 milhão de novos usuários, conforme antecipou o site do jornal The New York Times.

De acordo com o CEO da empresa, Chris Vanderhook, o crescimento foi atribuído à integração com o Facebook, disse ele ao jornal.

Assim como o Spotify e o Rdio, o MySpace disponibilizou seu tocador de áudio para acesso a partir da rede social criada por Mark Zuckerberg. O MySpace possui mais de 42 milhões de músicas em seu arquivo.

Segundo um relatório da comScore, o MySpace fechou o mês de janeiro com 25,1 milhões de usuários nos Estados Unidos – crescimento de 4% em relação ao mês anterior – o que o deixa à frente de outros serviços, como o Google+ e o Tumblr.

Esse é o primeiro período de crescimento do MySpace após um longo período de queda.

Vanderhook afirmou que a empresa tem registrado cerca de 40 mil novos usuários a cada dia. Segundo ele, o foco agora não é mais competir com o Facebook, mas se tornar um serviço de entretenimento que pode ser compartilhado por meio de outras redes sociais.

O MySpace foi comprado pelos investidores Tim e Chris Vanderhook e pelo cantor Justin Timberlake, junto a News Corp., em junho do ano passado, por 35 milhões de dólares.

Em 2005, o grupo do magnata Rupert Murdoch pagou 580 milhões de dólares pela empresa. Na ocasião, o MySpace era a rede social com maior número de usuários, com mais de 70 milhões.