Multilaser Agata

logo-infolab

Depois do
sucesso do grandalhão Galaxy Note, e seguindo o lançamento do Note 2, da
Samsung, a Multilaser decidiu lançar um aparelho com tela de 5 polegadas,
Android 4 e slot para dois cartões SIM.

<

p class=”MsoNormal” style=”margin-bottom:0;margin-bottom:.0001pt;”>Construção

Vendido por
999 reais, o Multilaser Agata é um aparelho com altos e baixos. Logo de início,
um ponto que chamou a atenção foi a carcaça do smartphone.  Feito totalmente em plástico, ele confere uma
pegada confortável. Abrir a tampa traseira é um desafio. Os encaixes são muito
rígidos e é necessário força e paciência para que ela abra. O acesso aos
cartões SIM e microSD, apesar do esforço, é feito sem a remoção da bateria.

Em uma das
laterais há uma alavanca para controle de volume e, na face oposta, uma entrada
microUSB solitária. O botão para ligar/desligar o aparelho e desbloquear a tela
é encontrado na face superior ao lado do conector P2 para fones.

Abaixo da
tela, quatro botões sensíveis ao toque dão conta das funcionalidades do
sistema. São eles: home, menu, voltar e pesquisa. Não há botão dedicado para a
câmera.

Com cinco
polegadas, a tela do Agata oferece uma grande área útil para seus widgets,
aplicativos e navegação confortável da web. Por outro lado, a resolução de 800
por 600 pixels não é das melhores. O brilho da tela também ficou abaixo do
esperado para a categoria. Pelo preço e configuração, o Agata é encaixado na
faixa dos intermediários.

A
sensibilidade da tela apresenta falhas nas extremidades, um clássico ponto
fraco dos smartphones de construção mais simples. Não há proteção extra contra
riscos ou mesmo oleofóbica, que ajuda a reduzir as marcas de dedos.

<

p class=”MsoNormal” style=”margin-bottom:0;margin-bottom:.0001pt;”>Vídeo

http://videos.abril.com.br/info/id/db0a1b5765e7a71df022b570536e6d52

<

p class=”MsoNormal” style=”margin-bottom:0;margin-bottom:.0001pt;”>Desempenho

Equipado com
um chipset Qualcomm MSM7627A, o Agata conta com um processador Cortex A5 de 1
GHz, 512 MB de RAM e armazenamento interno de 4 GB. Durante os testes do
INFOlab, não nos deparamos com nenhum travamento ou interrupção de aplicativos,
mas a lentidão ocorre mesmo nas transições de sistema. A sensação é de os
movimentos estarem um pouco abaixo da velocidade ideal.

Sem widgets
adicionais, a interface recebeu uma modificação nos ícones e paleta de cores. O
visual se distingue muito da versão pura do sistema, mas, ao contrário do que
acontece com os aparelhos da Sony, aqui o resultado não é dos melhores. Por
outro lado, um grande número de usuários pode achar positivo aspecto menos poluído
da modificação.

Para
aproveitar a tela grande, o aparelho conta com um bom player de mídia. Capaz de
rodar os formatos RMVB, MP4, WMV, MOV, MKV, AVI, FLV e MPEG2, aceita legendas
no formato SRT e oferece as opções convencionais de reprodução. Os arquivos de
áudio suportados são: MP3, WMA, FLAC, AAC e WAV. Não fosse pela baixa qualidade
da tela, o Agata seria um aparelho ideal para gerenciar uma biblioteca de
qualidade.

Para
ligações, o Agata permite selecionar qual chip fará a ligação e pode receber
ligações simultâneas (colocando uma das linhas em espera). A recepção de sinal
não apresentou nenhum problema durante os testes. O volume de ligação é
satisfatório, mas falta potência no viva voz.

Os
principais aplicativos pré-instalados são: File Explorer (gerenciador de
arquivos), Gravador de som, Stopwatch, DocumentsToGo e Profile Manager
(gerenciador de perfis).

<

p class=”MsoNormal” style=”margin-bottom:0;margin-bottom:.0001pt;”>Câmera

A câmera de
2 megapixels do Agata foi incluída para não deixar o aparelho sem o recurso. No
entanto, parece que seria mais proveitoso se o recurso simplesmente não
existisse. A qualidade de imagem remete às primeiras gerações de celulares
equipados com câmeras VGA. A gravação de vídeo, em 640 por 480 pixels também
decepciona.

Foto por: INFO

Foto por: INFO

Foto por: INFO

A
câmera frontal, com 0,3 megapixels, fica dentro do padrão para as
videochamadas.

<

p class=”MsoNormal” style=”margin-bottom:0;margin-bottom:.0001pt;”>

Ficha técnica

Conexão 3G (Dual-SIM)
SO Android 4
Processador Qualcomm MSM7627A 1 GHz
Armazenamento 4 GB + microSD
Tela
Câmera 2 MP e 0,3 MP
Peso 170 g
Duração de bateria 14h01min de bateria

Avaliação técnica

Prós Dual-SIM; tela grande; boa duração de bateria.
Contras Resolução baixa da tela; câmera de qualidade desprezível;
Conclusão Alternativa para quem deseja aliar uma tela grande com dois chips simultâneos
Configuração 7,5
Usabilidade 7
Diversão 5,5
Bateria 8,8
Design 6,9
Média 7.2
Preço R$ 999