MP investiga site que vende seu nome, CPF e endereço

Site Tudo Sobre Todos segue na ativa vendendo ilegalmente dados de brasileiros

São Paulo – O Ministério Público do Distrito Federal e Territórios abriu inquérito para investigar a venda de dados pessoais por meio do site Tudo Sobre Todos, que existe desde 2015.

Após idas e vindas, a página permanece no ar, agora com um domínio sueco. A Comissão de Proteção de Dados Pessoais do MPDFT pediu aos buscadores, como Google e Bing, a remoção do site de seus resultados de pesquisas, visando dificultar o acesso.

Para a venda de créditos que podem ser comprados para serem trocados por dados pessoais, a equipe por trás do Tudo Sobre Todos usa o Mercado Livre. A empresa foi notificada pelo MPDFT para que promova a suspensão de contas associadas com essas vendas.

Outro método adotado pelos responsáveis pela página é a venda de créditos via bitcoin, a mais conhecida entre as criptomoedas, que é difícil de ser rastreada por não ser controlada por entidades bancárias.

Procurados, Google e Microsoft não se pronunciaram sobre o caso até a publicação desta matéria.

O Mercado Livre disse que ainda não foi notificado, mas informou estar disponível para colaboração com as autoridades para esclarecimentos.

Veja também
Comentários
Deixe um comentário

Olá, ( log out )

* A Abril não detém qualquer responsabilidade sobre os comentários postados abaixo, sendo certo que tais comentários não representam a opinião da Abril. Referidos comentários são de integral e exclusiva responsabilidade dos usuários que escreveram os respectivos comentários.

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

w

Conectando a %s