Microsoft pressiona China por proibição de Windows 8 em computadores do governo

A Microsoft indicou nesta terça-feira que mantém seus esforços para obter a aprovação de seu sistema operacional pela China

A Microsoft indicou nesta terça-feira que mantém seus esforços para obter a aprovação de seu sistema operacional pela China, após a proibição do uso do Windows 8 nos computadores do governo.

“Ficamos surpresos ao tomarmos conhecimento da referência ao Windows 8 nesta proibição”, escreveu a companhia em comunicado.

“A Microsoft tem trabalhado de maneira ativa com o Centro de Aquisição do Governo Central e com outras agências estatais por meio de um processo de avaliação para garantir que nossos produtos e serviços reúnam os requisitos legais exigidos”, acrescentou.

“Já fornecemos e seguiremos provendo o Windows 7 a clientes governamentais. Ao mesmo tempo, estamos trabalhando na avaliação do Windows 8 com agências relevantes do governo”.

A proibição de Pequim foi anunciada logo após terem sido apresentadas, nos Estados Unidos, acusações contra cinco membros de uma unidade secreta militar chinesa por suposta espionagem dos segredos comerciais de companhias americanas, o que sugere um crescente conflito no comércio tecnológico.

A China também convocou o embaixador americano e acusou Washington de manter um discurso duplo. Além disso, suspendeu a cooperação com a cibersegurança americana e proibiu o uso do sistema operacional da Microsoft Windows 8 em todos os novos computadores do governo.