Microsoft mata linha Nokia X de smartphones com Android

Apenas cinco meses depois de seu lançamento, a linha de smartphones Nokia X, que roda o sistema Android, vai ser descontinuada pela Microsoft

São Paulo — A família de smartphones Nokia X, que roda o sistema Android, do Google, teve vida curta. Desenvolvida antes da aquisição da Nokia pela Microsoft, ela foi anunciada em fevereiro. Agora, sob a direção de Satya Nadella, a linha Nokia X está sendo descontinuada.

A notícia apareceu como parte do anúncio de que a Microsoft vai fazer 18 mil demissões, no maior corte de pessoal em toda a sua história. Isso representa 15% dos 127 mil funcionários da empresa, incluindo-se os da Nokia.

“Planejamos migrar alguns modelos específicos da linha Nokia X para que se tornem produtos da linha Lumia, rodando Windows”, escreveu Nadella no memorando em que comunicou o corte de pessoal.

Stephen Elop, o vice-presidente da Microsoft responsável pela Nokia, também mencionou o assunto num comunicado aos funcionários: 

“Planejamos oferecer mais modelos Lumia de baixo custo migrando alguns projetos futuros da série Nokia X para o Windows Phone. Esperamos fazer essa migração imediatamente, enquanto continuamos a vender e suportar os produtos existentes da linha Nokia X.”

Morte anunciada

A morte do Nokia X não é uma surpresa. Seu lançamento é que surpreendeu muita gente em fevereiro. A Nokia estava sendo adquirida pela Microsoft, dona do Windows Phone. Não fazia muito sentido ela ter produtos baseados no sistema concorrente do Google.

Usar o Android foi o caminho encontrado pela Nokia para contornar as exigências de hardware do Windows Phone. Por causa delas, a empresa encontrava dificuldades para lançar aparelhos mais baratos.

No lançamento, Stephen Elop disse que a linha Nokia X ajudaria a trazer usuários para os serviços na nuvem da Microsoft, como Bing, OneDrive e Outlook.com.

Mas, naquele momento, o preço dos modelos mais simples da linha Lumia, que roda o sistema da Microsoft, já havia caído. Não era muito mais alto que os preços da família Nokia X.

Isso e a conclusão da compra da empresa pela Microsoft, em abril, fizeram com que a série Nokia X deixasse de fazer sentido. Sua existência conflitava com e empenho da Microsoft em fortalecer o Windows Phone..

Ainda assim, até poucas semanas atrás, a Microsoft parecia disposta a manter a linha Nokia X. Em junho, a empresa anunciou a série Nokia X2, a segunda geração desses aparelhos.

Lançamento no Brasil

Aparentemente, a Microsoft planejou o lançamento da linha Nokia X no Brasil, mas acabou cancelando os planos. Em maio, ouvimos de um executivo da empresa que o lançamento seria realizado “em breve”. Essa mesma informação foi publicada no site brasileiro da Nokia (mas agora é provável que seja removida dele).

A Microsoft chegou a agendar um evento sobre smartphones para a imprensa para o dia 10 de junho – que foi, depois, cancelado. No convite enviado aos jornalistas, havia um grande X.

A empresa havia lançado novos modelos da linha Lumia em maio. Assim, é muito provável que o evento cancelado em junho fosse o lançamento da série Nokia X no Brasil.

Aqui, a série Lumia, com Windows Phone, obteve mais sucesso que em outros países. Em fevereiro, a Microsoft divulgou dados da IDC apontando que o Windows Phone era o segundo sistema móvel mais usado no país, com 6% de participação.

Ficava atrás do Android – presente em 90% dos smartphones vendidos no país segundo a IDC – e à frente da linha iPhone, da Apple. O Brasil foi, em 2013, o quarto país com maiores vendas de Windows Phone no mundo.