Microsoft explica como será o fim do suporte ao Windows XP

Pacote Office 2003 também será encerrado na terça-feira

São Paulo – Na próxima terça-feira (08), a Microsoft encerrará de vez o suporte ao Windows XP, que completou 13 anos de existência em 2014.

Além do Windows XP, o pacote Office 2003 também será encerrado.

O fim do suporte é parte do ciclo de vida dos serviços da Microsoft e uma forma de levar os usuários a migrarem para os novos produtos da empresa. Segundo a StatCounter, cerca de 14% dos PCs no Brasil ainda rodam o Windows XP.

Mas o que compreende o fim do suporte a esses dois serviços? Para esclarecer essa e outras dúvidas, INFO conversou com Fábio Gaspar, gerente de produtos do Windows, para entender como será a vida dos usuários do XP após 8 de abril.

Quantas pessoas já fizeram a migração para versões mais recentes do Windows após o anúncio do fim do suporte?

Em 2007 começamos a anunciar que o XP seria encerrado em 2009. A pedidos, estendemos o prazo até 2014. Desde então, a taxa de migração vem sendo de 1 a 1,5% ao mês, tendo acelerado no último ano.

O que na prática significa “encerrar o suporte”?

Será a conclusão do ciclo de três serviços relacionados ao sistema operacional: fim do suporte de segurança, de atualizações do sistema e do suporte telefônico.

Como se dará esse processo?

Dentro do ciclo de vida de um sistema operacional, nós monitoramos a presença de novos vírus e malwares e outros problemas ligados à plataforma. E a medida que isso é mapeado, nós identificamos e corrigimos. E estes updates de segurança servem para proteger o usuário disso. E este conjunto de fatores será encerrado com o fim do suporte.

Além disso, também fazemos melhorias constantes nos sistemas operacionais e drivers para que uma máquina consiga conversar com uma impressora ou mouse, por exemplo. E com o fim das atualizações do SO pode acontecer de uma impressora não funcionar, por exemplo. Já o suporte telefônico funciona para tirar dúvidas de configurações, ou de como usar uma ferramenta, relacionadas ao XP e isto também será encerrado.


Que tipo de suporte restará ao Windows XP após essa data?

Os antivírus continuam sendo suportados. É um trabalho sem prazo e não está relacionado ao ciclo de vida do produto. Isso é válido para antivírus feitos para e que rodam no XP. Mas é preciso cautela com isso. Uma analogia para explicar essa situação seria algo como se você pegasse sua casa e reformasse apenas a parede e o telhado, mas a fundação ficasse sem manutenção. Ajuda, mas não resolve o problema. E este seria o mesmo impacto que teria em um SO, que continuaria basicamente o mesmo.

Como fica quem quer manter o computador que veio com o Windows XP? O que deve ser feito para atualizar o sistema na mesma máquina?

O ideal seria tentar adquirir uma máquina mais nova, por conta das compatibilidades de drivers. Mas, se não for o caso, o cliente pode comprar a mídia do sistema operacional mais moderno (Windows 8) e fazer a instalação. Como o XP é muito antigo, a instalação vai ser do zero. Ou seja, precisará fazer backup total da máquina, formatar e então instalar o novo sistema. Há um passo a passo no site Windows.com de como fazer essa instalação. O Windows 8 é muito mais simples de instalar. Mas o backup de todos os programas e arquivos é importante porque não tem atualização automática do Windows XP (e Windows Vista) para o Windows 8. Além disso, vale lembrar também que o novo SO necessita de algumas configurações básicas para rodar corretamente, e se a máquina for muito velha isso pode não ocorrer.

O mesmo vale para o Office 2003. Tem empresa que roda o planejamento em macros, por exemplo, e isso se perderá no fim do suporte. A solução seria comprar o software mais recente (Office 2010 ou Office 365) separado ou adquirir máquinas novas com Windows 8.

Haverá opções de migração gratuitas para estes usuários mais antigos?

Infelizmente não. Nosso trabalho vem sendo em reforçar a parceria com lojas e fabricantes para promoções e financiamento de novas máquinas. Mas para o software em si, não temos como fazer gratuito. A compra de um novo computador seria o mais indicado, pois há muitas promoções. Pesquisar ofertas também é indicado, promoções sempre terão.


Como ficam os sistemas que usam o Windows XP embedded, como é o caso dos caixas automáticos de banco, por exemplo? Há um plano de migração para estes usuários?

No caso do embedded, o suporte valerá até 2016. O que acontece é que muitos caixas automáticos rodam o XP normal, e nesses casos o suporte acaba este ano mesmo. Então o estágio de migração varia e estamos trabalhando em conjunto técnica e financeiramente para acompanhar bem de perto essa mudança por parte das empresas.

E como a Microsoft está lidando com o fim do suporte ao Windows XP nas empresas?

Fazemos acompanhamento bem próximo de empresas e trabalhamos não só ajudando tecnicamente. Temos projetos internos para realizar essa migração. Muito da demora na migração são os sistemas desenhados para rodar no XP, e há custos para a empresa atualizar para novas versões. Nesses casos, apoiamos tecnicamente e financeiramente para ajudar nessa migração.

Por exemplo, tenho um escritório com sistema de contas a receber — muitos dos fornecedores desses programas já têm os sistemas atualizados para rodar em novos SO. Trabalhamos de perto e acompanhamos, porque para nós a experiência de uso do Windows 8 é muito melhor e é interessante que eles migrem e usufruam dessa melhoria. Hoje o custo de ter um parque de máquinas com Windows 8 é muito menor que com o XP, desde consumo de energia até pensando em custos de manutenção e segurança. Então, fazer a migração pode ter um custo inicial, mas o retorno se pagaria em até 1 ou 3 anos. Então vale a pena em todos os sentidos mudar.

Manteremos um call center e um suporte em nosso site para ajudar os consumidores a tirarem dúvidas sobre a migração e atualização do SO. Para as empresas, contaremos com o apoio de parceiros certificados para ajudar, além das contas gerenciadas diretamente pela Microsoft.