Microsoft anuncia banco inteligente no Brasil

Já há negociações com os grandes bancos, segundo Eduardo Salvio, gerente sênior de Vendas da Microsoft Brasil

São Paulo – A Microsoft, em parceria com a consultoria Accenture e a Avanade, anunciaram nesta terça-feira um banco inteligente que, dentre outras funcionalidades, possibilita o reconhecimento facial de clientes nas agências.

A solução, disponibilizada no Brasil, já foi apresentada em Tóquio, Londres, Paris e Nova York.

Já há negociações com os grandes bancos, segundo Eduardo Salvio, gerente sênior de Vendas da Microsoft Brasil. A expectativa é que nos próximos três meses negócios sejam anunciados.

O caminho natural, conforme ele, é a adoção de soluções parciais. O BTG Pactual, por exemplo, já contata seus clientes via a rede social Skype, da Microsoft.

“O grande desafio é expandir as soluções para os bancos de varejo. Nos acreditamos na massificação (do banco inteligente) e trabalhamos para levar uma experiência mais próxima do cliente com o banco”, explicou Salvio, em conversa com a imprensa, nesta manhã.

“Sem massificar, os bancos não vão conseguir ser competitivos. As classes C e D querem ser tratadas iguais a A e B”, acrescentou.

Os oito maiores bancos do Brasil que incluem nomes como Itaú Unibanco, Bradesco, Banco do Brasil, Caixa e Santander conhecerão nesta tarde as soluções desenvolvidas em conjunto pela Microsoft, Accenture e Avanade.

Os serviços podem ser disponibilizados tanto para pessoas físicas quanto jurídicas.

O novo banco inteligente traz duas mudanças principais em relação ao atual atendimento feito nas agências bancárias: na interação do cliente com o banco e ainda o dia a dia dos funcionários da instituição.

Além do reconhecimento facial, o novo banco tem soluções que ajudam a definir o perfil do cliente e, consequentemente, destinar produtos sob medida para o público.

No âmbito dos colaboradores da agência bancária, as facilidades do novo banco lançado pela Microsoft incluem a utilização do mecanismo como canal de localização de especialistas no próprio banco e ainda contato entre funcionários e também clientes via redes sociais. além disso, por meio de softwares, os funcionários das agências podem organizar aplicativos que facilitem o seu dia a dia.