Microplásticos em xampus estão sufocando o oceano

Tim Silverwood, co-fundador do grupo ambiental Take 3, afirmou que um único produto pode conter centenas de milhares de partículas

São Paulo – Pedaços minúsculos de plástico usados em pastas de dente, xampu, gel de banho e esfoliantes foram encontrados no porto de Sydney, na Austrália, e podem significar uma ameaça à vida marinha e a humanos, uma vez que se tornam tóxicos no ambiente.

O governo de Nova Gales do Sul pediu uma proibição da venda e fabricação destes produtos que contenham microplásticos, antes que provoquem mais danos a ecossistemas marinhos.

“Tudo que é fabricado e persiste no ambiente não deveria estar lá,” disse ontem Martina Doblin, professora da Universidade de Tecnologia de Sydney.

“Ele está sendo invadido por toda espécie de estressores, e qualquer esforço de redução de microplásticos é uma boa iniciativa.”

O ministro do ambiente da Austrália, Rob Stoke, disse que pássaros e várias formas de vida marinha são colocadas em risco pelas partículas de menos de 5 milímetros que acabam indo parar no oceano.

A degradação completa destas substâncias não é possível pelo seu tamanho, porque possuem a capacidade de boiarem na água.

Elas têm uma tendência de atrair toxinas que foram encontradas em moluscos e peixes consumidos por humanos.

Tim Silverwood, co-fundador do grupo ambiental Take 3, afirmou que um único produto pode conter centenas de milhares de partículas, que persistiriam por décadas e seriam ingeridas por um grande número de organismos, informa o International Business Times.