Mergulhador egípcio bate recorde mundial de profundidade

Os riscos eram enormes para este homem de 41 anos, a uma profundidade na qual a água exerce uma pressão de 35 kg por centímetro quadrado sobre o corpo

O nadador de combate egípcio Ahmed Gamal Gabr se converteu no primeiro mergulhador a descer a maior profundidade com cilindros sem ajuda externa, com 332,35 metros, anunciou nesta sexta-feira o livro Guinness dos recordes.

Após 15 horas de subida por etapas após uma descida de apenas 12 minutos, esta verdadeira proeza humana, médica e tecnológica ocorreu na quinta-feira no Mar Vermelho, em Dahab.

“Ahmed Gabr estabeleceu o recorde em profundidade de um mergulho com autonomia em Dahab. O novo recorde é de 332,35 metros”, declarou à AFP Talal Omar, o juiz do Guinness que validou a prova.

O egípcio tentava alcançar os 350 metros de profundidade, segundo os organizadores. Os riscos eram enormes para este homem de 41 anos, a uma profundidade na qual a água exerce uma pressão de 35 kg por centímetro quadrado sobre o corpo. O americano Sheck Exley, que obteve o recorde anterior, morreu por problemas vinculados à descompressão.

Segundo os organizadores, para a subida o tenente-coronel Gamam Gabr, nadador de combate nas forças especiais egípcias, utilizou mais de 60 cilindros ancorados a um longo “cabo de vida”, cheios de oxigênio, nitrogênio, hélio e hidrogênio.