Memorial do 11 de Setembro inaugura museu virtual

Site terá vídeos dos ataques, chamadas telefõnicas e uma linha cronológica do dia

Nova York – O memorial dos ataques de 11 de setembro de 2001, que será inaugurado neste ano em Nova York, lançou nesta quarta-feira um site interativo com imagens e documentos da tragédia.

O “Museu Memorial Nacional do 11 de Setembro” anunciou que seu site de acesso livre inclui vídeos das torres gêmeas, gravações de chamadas telefônicas das vítimas e testemunhos.

O museu on-line está organizado em uma linha cronológica dos acontecimentos daquele dia, com fotografias dos sequestradores islamitas abordando um dos aviões às 05H45 até o discurso à nação do então presidente George W. Bush, realizado às 20H30 local.

O museu propriamente dito será inaugurado no dia 11 de setembro, no décimo aniversário dos atentados, que deixaram cerca de 3 mil mortos.

Consistirá em duas enormes fontes quadradas alimentadas por cascatas de água, com inscrições dos nomes das vítimas, e estarão situadas nos locais exatos onde localizavam-se as torres gêmeas do World Trade Center.

Os visitantes terão acesso através de um pavilhão, que incluirá um auditório para eventos públicos. A partir do pavilhão, poderão se dirigir aos andares inferiores, onde haverá exposições permanentes.

O museu foi criado pelo arquiteto Michael Arad e pelo paisagista Peter Walker, selecionados após um concurso no qual participaram 5.200 aspirantes de 63 países.

Segundo os organizadores, uma vez inaugurado, o acesso ao museu estará limitado a 1.500 pessoas simultaneamente, que deverão passar por um scaner de segurança antes de entrar no local.