Memória média de celulares será de 80 GB até fim de 2019

Sem espaço no seu smartphone? Seguindo a nova média, seu próximo aparelho terá mais memória

São Paulo – A memória média de celulares será de 80 GB até o fim de 2019, de acordo com análise da consultoria chinesa Counterpoint Research. O aumento será de 32% sobre a média global de 2017, que era 43 GB.

O espaço na memória de smartphones será maior nos iPhones, que terão 166 GB até o fim do ano que vem, enquanto os dispositivos com sistema Android terão 68 GB, em média. Vale a ressalva de que os smartphones Android atuais ainda contam com opções de armazenamento baixas, como 32 GB, o que puxa o número médio para baixo. Os iPhones atuais têm, no mínimo, 64 GB.

No fim do ano passado, a Apple trouxe ao mercado o seu primeiro smartphone com memória de até 512 GB, o iPhone XS Max. Neste ano, a rival Samsung lançou o Galaxy S10+ com até 1 TB (1024 GB) de memória.

Por que o aumento na memória? Segundo a consultoria, o que puxa essa tendência de crescimento de uso de dados, especialmente em razão das melhorias nas câmeras dos smartphones, que deixaram as fotos maiores. Fora isso, games, que têm aplicativos que ocupam 1 GB ou mais, além das tendências de realidade aumentada, 5G e vídeos em 4K no celular.