Marta Suplicy não descarta incluir TV paga no Vale-Cultura

Segundo ministra, televisão por assinatura só não foi incluída "na primeira leva" de setores que poderão aceitar o vale

São Paulo – Questionada por uma operadora regional de TV por assinatura, a ministra da Cultura, Marta Suplicy, afirmou que o serviço só não foi incluído “na primeira leva” de setores que poderão aceitar o Vale-Cultura.

Segundo ela, a questão pode ser reavaliada, já que a regulamentação do benefício deve ser periódica. No entanto, disse a ministra, uma pesquisa conduzida pelo MinC aponta que, na população abarcada pelo Vale-Cultura, a maior parte já tem TV por assinatura. A ministra da Cultura participou da abertura do Congresso ABTA 2013 nesta terça, 6, em São Paulo.

Segundo apurou este noticiário, foi iniciativa da ministra a colocação da TV paga no projeto original do Vale-Cultura, mas houve muita reação contrária, inclusive de outros setores que pleiteavam a inclusão no benefício, como o de games. Optou-se então por tirar a TV paga no primeiro momento.