Marina Ecológica ‘desbanca’ Dilma Bolada nas sátiras da Internet

Em entrevista ao Brasil Post, Marina Ecológica tenta explicar a gafe na mudança de seu programa LGBT

Com o avanço de Marina Silva (PSB) nas pesquisas eleitorais, quem anda sambando por aí não é mais Dilma Bolada, o perfil fake da presidente Dilma Rousseff (PT). Agora, a sátira da vez é Marina Ecológica, que não apenas ‘samba’ mas também ‘dança boi bumbá’ na cara dos adversários políticos.

O perfil foi criado no Twitter no dia 26 de agosto e já soma 131 mil seguidores. Em uma semana, tem mais da metade dos fãs de Bolada.

Em entrevista ao Brasil Post, Marina Ecológica tenta explicar a gafe na mudança de seu programa LGBT após pressão do pastor Silas Malafaia. E sugere aos homofóbicos “liberar o buraco do tatu”.

A fake de Marina também defende que não fica em cima do muro – apenas do cipó – e revela que prefere o PSDB ao PT. Leia a íntegra da entrevista com a dona dos corações verdes (e amarelos) dos eleitores:

Brasil Post: Marina querida, nas últimas pesquisas, a senhora sambou na cara da Dilma e do Aécio. Qual sua expectativa para este último mês de campanha?

Marina Ecológica: Nesta reta final, eu pretendo continuar fazendo a dança do boi bumbá na cara dos meus adversários, porque sambar é pouco. Farei mutirão de plantação de árvores e distribuirei açaí para conquistar meus eleitores.

BP: Agora, e essa gafe no seu programa de governo para a questão LGBT, hein?! Primeiro, diz que vai apoiar o casamento gay e criminalizar homofobia. Depois, volta atrás. Afinal, qual sua posição real?

ME: Eu nunca fui contra o casamento gay; nem contra nem a favor, muito pelo contrário. Mas no meu governo permitirei sim que os gays se casem, desde que seja à beira do rio e as alianças sejam trazidas por um mico-leão-dourado.

BP: Muita gente disse que a senhora recuou por pressão do pastor Silas Malafaia. Qual é a sua relação com o pastor?

ME: Não voltei atrás por pressão do Silas Malafaia, mal nos conhecemos… Minha capivara sentiu que era melhor eu mudar de ideia e eu confio nos animais. Eu em momento algum dei liberdade para que o pastor ficasse falando de mim em 11 de cada 10 tweets. Inclusive acho que ele deveria sair do armário porque todo esse ódio contra homossexuais deve ser vontade reprimida de liberar o buraco do tatu.

BP: O que os eleitores temem é que, como presidente, a senhora fique muito em cima do muro. Afinal, entre PT e PSDB, tem algum favorito para estar em um eventual governo seu?

ME: Eu não fico em cima do muro, se eu ficar em cima de algum lugar é em cima do cipó, só observando certas pessoas desviando o dinheiro da Petrobras. Obviamente prefiro o PSDB pois o mascote do PSDB é um tucano, e tucano é ecologicamente correto. Mas nada contra outros partidos, sou good vibes.

BP: Nos últimos tempos, a fake política mais famosa de todos os tempos, Dilma Bolada, tem se desgastado muito nas redes. O que a senhora acha das tiradas dela?

ME: Dilma Bolada já teve o tempo dela… As tiradas se tornaram forçadas e clichês. A Judite, minha jaguatirica, sempre pedia para eu ler os tweets dela. Mas, de um tempo pra cá, fica rugindo para a tela toda vez que vê a foto dela. A onda do momento é a ecologia, as maravilhas das coisas que a natureza da pra gente.

BP: A senhora consome alimentos transgênicos? Ou só o seu candidato a vice, Beto Albuquerque?

ME: Não consumo transgênicos, pois gosto das coisas naturais do jeito que o papai do céu fez. O Beto é geração câncer.

BP: Quais são seus orgânicos favoritos?

ME: Gosto de brócolis, mas também gosto de cenoura e repolho por causa da minha prisão de ventre.

BP: Se eleita, o que vai levar para o Palácio do Alvorada?

ME: Se eu for eleita, vou levar para o Palácio da Alvorada meu cipó móvel, minha canoa e meu iPod só com músicas da Vanessa da Mata, S.O.J.A e Planta e Raiz, pois são ecologicamente corretos.. Só vão existir esses meios de transporte depois da minha eleição. E não esquecendo da Judite e da Clotildes.

BP: Judite e Clotildes são seus bichos de estimação?

ME: Sim, minha jaguatirica se chama Judite e minha capivara se chama Clotildes. Minha rotina com eles é tranquila, todo dia saio pra passear, dou a papinha que eu mesma faço com brotinho de bambu. São minhas vidas; aliás, a Judite aprendeu a me dar a patinha.

BP: Suas roupas são feitas com algum tipo de matéria-prima especial?

ME: Minhas roupas são 100% ecológicas. Feitas de fios de folhas de bananeiras com pequenas camadas de borracha feitas do leite das seringueiras. Algumas eu mesma tricoto em casa.

BP: Se eleita, qual será a primeira medida que vai implementar no Brasil?

ME: As medidas que irei tomar no meu plano de governo são as seguintes: 
– Minha oca minha vida
– Cipó para todos
– Open bar de açaí nas baladas
– Cipó bala ligando o Acre ao resto do país
– Aulas de arco e flecha, artesanato e pesca nas escolas

Dilma Bolada, no entanto, já se manifestou sobre essa entrevista, e foi respondida por Marina Ecologia. Veja abaixo:

*A entrevista foi concedida ao Brasil Post pelos criadores do perfil – Fábio Velozo, Jéssica Ambrósio, Vinicius Ambonatti e Renan Schwarz.