LG K10 é um smartphone que quer conquistar público pela beleza

logo-infolab

São Paulo — O LG K10 é um smartphone que atrai pelo visual. Ergonômico, o aparelho tem tela de 5,3 polegadas com resolução HD. O display é arredondado nas laterais, o que passa a impressão de estar com um aparelho premium nas mãos. No entanto, sua configuração de hardware é modesta e ele é vendido em uma faixa de preço na qual compete com aparelhos mais potentes, como o Zenfone 2, da Asus. O K10 é custa no Brasil 1.200 reais, segundo o preço sugerido pela fabricante.

Design

O design do LG K10 é excelente. A característica mais importante do produto é a continuidade perfeita do toque entra sua tela e seu corpo, que é revestido de plástico.

Ele claramente busca convencer o consumidor pela beleza.

A tela do produto exibe cores não muito saturadas, o que é bom para quem gosta mais de tonalidades que não sejam muito vibrantes. O volume máximo dos alto-falantes é compatível com o padrão de mercado e não há distorção perceptível na reprodução de músicas e filmes.

Câmeras

As câmeras do K10 capturam fotos com resolução de 13 MP e 8 MP. Porém, a qualidade das imagens não é das mais altas. Os resultados dos testes do INFOlab com a câmera principal apresentaram bastante ruído, mesmo sob iluminação natural.

Foto por: Lucas Agrela

Foto por: Lucas Agrela

Foto por: Lucas Agrela

A câmera frontal do produto registrou fotografias com qualidade aceitável sob luz natural. Certamente é possível tirar boas selfies ou fazer Snaps com esse aparelho. Porém, não há recurso de embelezamento de rostos, como já vimos em aparelhos de outras marcas, como o Redmi 2, da Xiaomi.

Foto por: Lucas Agrela

 

Bateria

A duração da bateria do LG K10 não foi tão boa quanto a dos concorrentes. No teste, enquanto o Moto G, da Lenovo, aguentou por mais de 9 horas e o Zenfone 2, por 8 horas, o K10 só conseguiu 5 horas e 30 minutos.

Vale notar que o teste é de uso intenso e, na vida real, a duração de bateria pode ser maior – ou menor –, dependendo da forma de utilização do produto.

Configuração

O K10 tem chipset Mediatek octa-core, 1 GB de RAM e 16 GB de espaço para guardar arquivos. Quem quiser, pode expandir a memória com cartões microSD de até 32 GB.

Nos testes de benchmark, o K10 deixou claro que a combinação de processador octa-core com 1 GB de RAM não foi o suficiente para acompanhar a concorrência, apesar dele vencer o Moto G em alguns quesitos.

No dia a dia, o K10 realiza bem tarefas simples, como acessar redes sociais, mandar mensagens por WhatsApp ou ouvir músicas. Por outro lado, quem exige muito do smartphone, com jogos e apps que demandam força de processamento acima da média, não terá uma boa experiência de uso.

Vale a pena?

O K10 é um ótimo produto para quem nunca teve um smartphone. Ele atende bem necessidades básicas do consumidor (ligações e uso de apps simples). As câmeras e a bateria poderiam ser melhores. O que pode atrapalhar a compra é o preço, que é o mesmo cobrado por smartphones que chegam a ter até 4 GB de RAM.  Ficha técnicaAvaliação técnica

AnTuTu (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
K10 31954
Zenfone 2 47789
Moto G 23145
Vellamo (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
K10 2530
Zenfone 2 3145
Moto G 2171
Geekbench (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
K10 2521
Zenfone 2 2850
Moto G 1640
Basemark OS 2 (em pontos) Barras maiores indicam melhor desempenho
K10 640
Zenfone 2 1242
Moto G 638
Processador Mediatek MT6753
CPU Octa-core Cortex-A53 de 1.14 GHz
GPU Mali-T720MP3 –
RAM 1 GB
Armazenamento 16 GB + microSD de até 32 GB
Tela 5,3” HD
Peso 142 g
Bateria 5h30
Câmeras 13 MP e 8 MP
Prós Bom design e tela HD.
Contras Configuração de hardware abaixo da média e preço alto.
Conclusão Produto recomendado para quem nunca teve um smartphone e não usa muitos apps pesados.
Configuração 6.5
Usabilidade 7.0
Foto 7.5
Bateria 5.5
Design 9.5
Média 7.2
Preço R$ 1.199