LG descarta vender tablets no Brasil se não houver redes 4G

Outro motivo é a polarização do mercado brasileiro de tablets entre Apple e Samsung

São Paulo – A LG Eletronics decidiu congelar a chegada de tablets da marca ao Brasil. Os motivos, segundo executivos da companhia, são a falta de redes 4G no País e a polarização do mercado, hoje dominado por Apple e Samsung.

De acordo com o gerente de estratégia de celulares, Rodrigo Ayres, a estratégia da companhia para este equipamento é tê-lo à venda em locais onde as redes LTE já estão consolidadas. Ele cita como exemplos a Coreia do Sul, os Estados Unidos e o Japão, países onde o produto já está disponível ao consumidor. “Quando a rede estiver pronta, vamos analisar um plano local”.

Por ora, o 4G aguarda o leilão de licenças de espectro no Brasil, o que deve ocorrer em maio. A previsão é que a tecnologia esteja disponível em 2013 pelo menos nas cidades-sede da Copa do Mundo.

Apresentado ao mercado no início de 2011, o Optimus Pad, tablet da LG, é equipado com sistema operacional Android Honeycomb, processador de dois núcleos e duas câmeras dianteiras de 5 megapixels, capazes de captar imagens 3D.

Competição

O diretor comercial de eletroeletrônicos da companhia, Roberto Barbosa, acrescentou outra razão para a espera: a polarização do mercado brasileiro de tablets entre Apple e Samsung. “Neste momento, não há como competir com eles”, disse o executivo.