Lenovo vende mais smartphones que computadores

Foram 15,8 milhões de smartphones contra 14,5 milhões de computadores e 2,3 milhões de tablets no primeiro trimestre do ano fiscal

São Paulo – A Lenovo, que fez sua fama como uma marca de computadores, agora vende mais smartphones. É o que revela o seu balanço do primeiro trimestre do ano fiscal 2014-2015, encerrado em 30 de junho: foram 15,8 milhões de smartphones contra 14,5 milhões de computadores e 2,3 milhões de tablets.

Em um ano, o volume de smartphones vendidos pela empresa aumentou 39% e o de tablets, 67%. A grande maioria (13 milhões) dos smartphones comercializados tiveram como destino a China.

Finanças

A Lenovo fechou o referido trimestre com alta de 24% no lucro líquido, que saltou de US$170 milhões, no mesmo período do exercício fiscal anterior, para US$ 211 milhões. Na mesma base de comparação, a receita da fabricante chinesa contabilizou US$ 10,4 bilhões, cifra 18% superior aos US$ 8,8 bilhões obtidos um ano antes.

Na quebra da receita por região, a China respondeu por 36% da receita total da companhia no período, somando US$ 3,8 bilhões, alta de 2% em relação àquela obtida um ano antes.

A região que engloba Europa, Oriente Médio e África (EMEA) arrecadou 27% da receita da fabricante, totalizando US$ 2,8 bilhões, alta de 49% na mesma comparação. Já a região das Américas foi responsável por 22% do faturamento (US$ 2,2 bilhões) e crescimento de 19%, enquanto a Ásia-Pacífico representou 15%, totalizando US$ 1,6 bilhão e expansão de 20%.