Jovens migram para o Twitter para fugir dos pais no Facebook

26% dos mesmos jovens que são usuários de mídias sociais preferem usar o Twitter à rede social de Mark Zuckerberg

São Paulo – O Twitter está se tornando a rede social que mais atrai adolescentes americanos. A informação é do centro de pesquisas Pew, que divulgou um estudo sobre o tema na terça-feira (21).

De acordo com dados da Pew, 94% dos adolescentes que são usuários de mídias sociais ainda possuem um perfil no Facebook – número que permanece estável se comparado ao ano anterior.

Porém, 26% destes mesmos jovens preferem usar o Twitter à rede social de Mark Zuckerberg. Isso representa mais do que o dobro do número em 2011 (12%).

Amanda Lenhart, uma das autoras do estudo, afirma que o motivo fundamental para aumento dos jovens no “microblog” é a ausência dos adultos, dos pais, assim como menos complicação e menos “drama” nas publicações. Esses usuários estão migrando e indo para outras redes, como Twitter, Instagram e Tumblr.

Dos jovens que usam o Twitter, 60% afirmaram que possuem contas abertas ao público, sem nenhum tipo de bloqueio. Cerca de um quarto dos entrevistados privam seus tuítes e 12% não souberam dizer se as mensagens eram públicas ou privadas.

Além disso, os adolescentes estão compartilhando muito mais do que no passado. Mais de 90% dos jovens nas redes disseram ter publicado uma foto de si mesmo – um aumento de 79%. Sete em cada dez divulgam a cidade natal e 20% publicam o número de celular.

Os pesquisadores entrevistaram 802 pais e 802 adolescentes. A pesquisa foi realizada entre 26 de julho e 30 de setembro de 2012, em telefones fixos e celulares. A margem de erro para a amostragem é de mais ou menos 4,5 pontos percentuais.