Jogo do MIT com carro autônomo deixará você em dilema ético

Cientistas do MIT criaram um game que questiona o usuário se o robô do automóvel deve matar certas pessoas a partir de cenários diferentes

São Paulo – O MIT criou um jogo que fará você questionar os seus princípios morais – e ainda ajudar os cientistas a desenvolver robôs. O game simula a falha mecânica de um carro autônomo e pergunta para o usuário o que o veículo deveria fazer. Os cenários envolvem escolhas como matar os passageiros do carro ou pedestres.

Criado pelo grupo Scalable Cooperation para o MIT Media Lab, o jogo Moral Machine (Máquina Moral, em português) usa variações do Dilema do Bonde, um experimento ético que questiona se a vida de um indivíduo vale mais do que as vidas de cinco pessoas.

No caso da pesquisa do MIT, as perguntas (todas em inglês) são mais diversas: matar pedestres que atravessam legalmente ou matar pedestres que passam no sinal vermelho? Acertar pessoas que estão passando na faixa ou matar os ocupantes do carro?

Há também a possibilidade de escolher quais pessoas irão viver de acordo com seu gênero (homem ou mulher), idade (criança ou adulto), peso (obesos ou magros) e até status social (executivo ou desabrigado). O usuário também pode decidir se quer salvar a vida de um animal ou de um ser humano.

(Reprodução/Moral Machine)

No final, o jogador pode comparar as suas escolhas com as de outras pessoas que participaram do game. Os resultados mostram, até agora, que a maioria dos usuários poupam mais as vidas de mulheres do que de homens, bem como salvam mais jovens do que idosos. Entretanto, quando a questão é a proteção dos passageiros contra a dos pedestres, os jogadores se mostraram divididos, ficando na margem dos 50%.

O MIT informa ao final do jogo que as respostas dos participantes fazem parte de uma coleta de dados feita pelos cientistas do Media Lab. O objetivo é investigar a ética das máquinas autônomas e a sociedade.

Anteriormente, pesquisadores da Escola de Economia de Toulouse, na França, perguntaram a 913 pessoas se elas salvariam os passageiros de um carro autônomos ou a vida dos pedestres. O estudo revelou que os participantes são a favor de uma programação que salve a vida de pedestres — porém, elas não gostariam de comprar um carro que fizesse essa escolha.

A adoção de veículos autônomos promete reduzir o número de acidentes de trânsito em cerca de 90%, segundo especialistas. Porém, algumas tragédias são inevitáveis e a escolha de quais vidas serão poupadas ficará nas mãos de um robô. Você arriscaria?