João Rezende prevê que o 3G vai superar 2G até o meio do ano

O balanço divulgado pela Anatel na última terça, 28, referentes ao ano de 2013, mostra que os terminais 3G têm 34,96% do mercado, contra 58,91% do GSM

São Paulo – O presidente da Anatel, João Rezende, previu nesta sexta, 31, que a base de terminas de terceira geração (3G) vai superar a de segunda geração (2G) até junho deste ano.

De fato, o balanço divulgado pela Anatel na última terça, 28, referentes ao ano de 2013, mostra que os terminais 3G têm 34,96% do mercado, contra 58,91% do GSM.

“Fechamos o mês de dezembro com 94 milhões de chips 3G, o que significou um aumento de 77% sobre o ano anterior. E uma queda na mesma proporção do 2G. Então nós temos tido uma migração do 3G para o 2G”, disse ele.

Em dezembro do ano passado, foram adicionados 6,3 milhões de acessos 3G, enquanto que o 2G diminuiu 6,2 milhões de conexões.

Adicionalmente, Rezende previu que já em fevereiro, o País deve ultrapassar a marca de 100 milhões de chips 3G. Segundo o balanço da Anatel, em dezembro do ano passado, último dado disponível, o Brasil tinha 94,7 milhões de linhas ativadas na tecnologia.