iPhone 6s pode resolver grandes problemas do iPhone 6

Analistas estão apostando em mudanças consideráveis entre a geração atual e a próxima do iPhone

São Paulo – A próxima geração do iPhone deve ser anunciada e lançada somente no segundo semestre deste ano. Algumas previsões de analistas, no entanto, já estão sendo publicadas.

Desta vez, são os analistas do Citi que estão trabalhando em cima do smartphone. Em um relatório, eles chamaram o aparelho de iPhone 6s (vale lembrar que eles não são os primeiros a usar essa nomenclatura).

Algumas previsões são as mesmas que Ming-Chi Kuo, analista da KGI Securities, havia publicado na semana passada. Entre elas está o uso do sensor de força, que já está no Apple Watch.

Outra mudança seria um reforço na construção interna, para evitar que o iPhone entorte – como aconteceu com o iPhone 6 Plus. Esse foi um dos pontos mais polêmicos da geração atual dos iPhones e causou dores de cabeça para a Apple.

Os analistas do Citi, no entanto, tocam em um novo ponto, que é um dos mais sensíveis em smartphones em geral: a resistência da tela. De acordo com eles, a Apple está atrás da concorrência nesse aspecto. O Galaxy S6, da Samsung, usa a tecnologia Gorilla Glass 4.

Antes do lançamento do iPhone 6 correram rumores sobre o uso de cristal de safira para a construção da tela do smartphone. No entanto, isso não se confirmou no lançamento. O iPhone 6 (ambos os modelos) chegou com o Gorilla Glass 3 – uma versão anterior e menos resistente do que a Samsung está usando em seu topo de linha.

Os analistas do Citi não chegam a ressuscitar o rumor da tela de cristal de safira. Mas falam que o iPhone 6s deve chegar com uma tela mais resistente. Por enquanto, o melhor palpite deles é o uso do Gorilla Glass 4.

A fragilidade das telas é um ponto que assombra usuários de smartphones. Basta lembrar quantos usam uma capa externa para dar um ganho extra na proteção dos aparelhos.

Melhorar a resistência dos vidros usados pelos smartphones é, portanto, uma das maiores ambições das criadoras.

Além desses pontos, o relatório do Citi ainda prevê uma melhoria na câmera do iPhone, com um salto de 8 MP para 12 MP. A última vez que a Apple mudou esse aspecto técnico foi do iPhone 3GS para o iPhone 4.

Outro upgrade técnico seria um novo processador mais potente — provavelmente chamado A9 e produzido pela Samsung para a Apple.

Além disso, o iPhone 6s deve vir com um aumento na memória RAM, passando de 1 GB para 2 GB. Essa também é uma mudança que a Apple não faz com frequência.

O último aumento na RAM foi do iPhone 4s para o iPhone 5, indo de 512 MB para 1 GB de memória.

A nova geração do iPhone deve ser anunciada (e provavelmente lançada nos Estados Unidos) em setembro deste ano.