Intel segue mercado e registra queda de receita na divisão de PCs

Diminuição de 3,5% na receita da divisão de computadores pessoais é menor graças a bom resultado do quadrimestre; resultado acompanha dados registrados pela Gartner

São Paulo – A crise no mercado de PCs não tem afetado apenas as fabricantes das máquinas. Prova disso são os resultados da Intel no terceiro quadrimestre de 2013, revelados hoje pela empresa: apesar dos bons números, foi registrada uma queda na receita anual obtida exatamente pelo grupo de computadores pessoais.

A diminuição de 3,5% é relativa a todo o ano de 2013 e poderia ser até maior – a divisão ainda obteve um bom resultado nos últimos quatro meses, fazendo os números crescerem os mesmos 3,5% em relação ao período anterior. Situação semelhante também é vista no segmento responsável por outras arquiteturas da Intel – queda de 9,3% nas receitas no ano, mas aumento considerável de 13,3% em relação ao quadrimestre anterior.

Outras divisões da empresa por sua vez, conseguiram resultados melhores, até mesmo no acumulado de 2013. A de Data Centers, por exemplo, viu aumentos de 12,2% na receita relativa ao ano todo e de 6,2% na comparada dos quatro meses anteriores. No fim das contas, olhando apenas o período, o resultado ainda superou as expectativas da empresa, que havia registrado quedas gerais nos números no resto do ano.

Problema – O grande ponto negativo no caso é que o resultado ruim do ano na Intel – embora positivo no quadrimestre – reflete a queda na venda de PCs registrada pela Gartner há quase uma semana. Nem mesmo a chegada dos novos chips de microarquitetura Haswell conseguiu impulsionar os números de ambos os lados – quer dizer, não a ponto de suprir as perdas do primeiro semestre.

O grupo responsável por computadores pessoais (desktops e notebooks) na fabricante de processadores é o mais “rico” de toda a companhia, com uma receita atual de 8,4 bilhões de reais – contra 2,9 bilhões dos Data Centers, por exemplo. A gordura para queimar ainda é considerável, mas se a queda for mantida, é bem provável que a preocupação cresça.