Instagram investe em poder publicitário internacional

A partir desta quarta, os anúncios do Instagram, que começaram com marcas grandes, estão abertos também às pequenas empresas em mais 31 países

O Instagram, que começou a testar as propagandas há dois anos, aproveitou neste ano a rede de anunciantes e as ferramentas da Facebook para expandir rapidamente seus produtos.

A partir desta quarta-feira, os anúncios do Instagram, que começaram com marcas grandes, estão abertos também às pequenas empresas em mais 31 países, disse a companhia em uma postagem de blog.

Os anunciantes agora contam com uma série de opções, como spots de vídeo de 30 segundos e anúncios com alertas como “Compre agora” e “Instale agora”.

O Instagram, um aplicativo de compartilhamento de fotos, é a primeira das propriedades da Facebook, com exceção de seu aplicativo principal, a atingir esse nível de sofisticação em publicidade.

Sua integração com os recursos da Facebook para oferecer mais opções aos anunciantes mostra que os outros aplicativos de mensagens da empresa, Messenger e WhatsApp, ambos de maior porte, poderiam virar máquinas de dinheiro rapidamente.

O CEO da Facebook, Mark Zuckerberg, disse, contudo, que não está interessado em ampliar os ganhos dessas propriedades enquanto elas não alcançarem 1 bilhão de usuários.

O WhatsApp está perto; o serviço internacional de mensagens anunciou na semana passada que possui 900 milhões de usuários mensais ativos.

Alcance global

O Instagram disse que estava testando novos recursos publicitários nos últimos meses e que viu demandas em áreas como viagens, comércio eletrônico e entretenimento.

Mais de 70 por cento do público do Instagram está fora dos EUA, por isso a expansão global continua sendo uma prioridade, segundo a empresa. Até hoje, os anúncios do Instagram estavam em oito países, mas no final do mês eles estarão em mais de 200.

O Instagram também ganhou um novo formato de anúncios, chamado Marquee, pensado para que o aplicativo de fotos seja utilizado para atingir o público de massa com propagandas relevantes no momento, como a estreia de um filme.

Satisfação do usuário

O próximo passo é garantir que os anúncios não irritem os mais de 300 milhões de usuários do Instagram.

“Nós continuaremos aprimorando os mecanismos de feedback no Instagram para dar um controle maior às pessoas e aprimorar a relevância dos anúncios que elas veem”, disse a empresa.