Instagram agora permite venda de produtos

Aplicativo já direcionava usuários para sites próprios de lojas. Agora, tudo acontecerá dentro do Instagram

São Paulo – O Instagram agora permite a venda de produtos, cobrando uma taxa de comissão. O recurso chega hoje aos Estados Unidos, com 20 marcas, entre elas Adidas, Kylie Cosmetics e Warby Parker. Apesar de já ser possível direcionar usuários para páginas externas de venda de produtos, como sites próprios, o que muda agora é a possibilidade de fazer tudo no aplicativo, graças ao novo recurso de pagamento chamado “Checkout with Instagram”. A novidade foi confirmada ao site americano TechCrunch.

A taxa cobrada nas vendas é para ajudar a viabilizar os programas e produtos que mantêm o checkout funcionando, além de cobrir despesas de compensação de transações, informou a empresa. O valor exato não foi informado. Essa comissão do Instagram não afeta os preços dos produtos para consumidores.

Quem comprar algo com o Checkout with Instagram receberá notificações sobre o envio da sua encomenda. Diferentemente do que faz o Facebook, que usa o Messenger, o app não usará sua plataforma de mensagens nesta fase beta. Os meios de pagamento aceitos são PayPal, cartões Visa, Mastercard, American Express ou Discover.

Apesar dessas novidades que deixam o Instagram mais abrangente, ainda não se tem notícia de um aplicativo dedicado apenas para as compras.

O recurso chamado de Instagram Shopping, que leva os usuários diretamente a páginas externas de produtos, já conta com mais de 130 milhões de usuários, segundo os dados mais recentes divulgados pelo aplicativo.

O vídeo abaixo mostra como será o funcionamento do Checkout with Instagram. Veja a seguir.