IBM trabalha em programa que prevê engarrafamentos

Programa-piloto usa o telefone celular para descobrir o trajeto dos carros e conseguir prever quais regiões devem ter trânsito

O grupo de informática americano IBM trabalha em um guia que não se limita a alertar os motoristas de carro sobre os engarrafamentos, mas também prevê aqueles que podem ocorrer.

Funcionários da IBM em San Francisco e no Vale do Silício (oeste dos Estados Unidos) participam há cinco meses de um programa-piloto que permite registrar seus trajetos de carro graças aos telefones celulares. Esta informação depois é centralizada em computadores que analisam os dados recolhidos, do mesmo modo que as informações obtidas por sensores instalados nas ruas permitem que as autoridades registrem lentidão e engarrafamentos.

A ideia é “aproveitar as ferramentas de análise para fornecer uma capacidade de previsão, encontrar as ligações entre os pequenos congestionamentos que terminam em grandes engarrafamentos”, explicou na terça-feira à noite à AFP o responsável pelo programa “Smarter Traveler” da IBM, John Day.

Efetivamente, o conjunto dos dados recolhidos permite, por exemplo, registrar que uma obstrução em uma saída de autoestrada ou na entrada de uma ponte pode conduzir inevitavelmente a um engarrafamento em outra região.

“É possível prever 35 ou 40 minutos antes como será o trajeto e personalizá-lo”, explicou Day. Atualmente, todos os sistemas existentes “mostram a você como estava o tráfego há cinco ou dez minutos, (mas) nenhum o prevê”.

Finalmente, o programa deverá fazer a integração de informações extraídas das redes de transporte público para eventualmente aconselhar uma viagem de metrô em vez de um carro particular.