IBM irá ajudar chinesa Inspur a projetar servidores

Acontecimento era inesperado no que tem sido uma rivalidade politicamente carregada no mercado de tecnologia chinesa

Pequim – A IBM vai ajudar a maior fabricante de servidores Inspur International da China a projetar sistemas de servidores, disseram as duas empresas nesta sexta-feira, um acontecimento inesperado no que tem sido uma rivalidade politicamente carregada no mercado de tecnologia chinesa.

Desde o ano passado, a Inspur tem feito publicidade agressiva de seus servidores às empresas estatais chinesas como um substituto para os sistemas IBM (International Business Machines Corp), enquanto que as relações Estados Unidos-China pioraram dramaticamente por suspeitas mútuas de ciber-espionagem.

As ações da Inspur dispararam no final de maio depois que a empresa disse a agências de notícias chinesas que seus servidores tinham começado a substituir os equipamentos da empresa norte-americana em grandes instituições financeiras e suplantariam completamente a IBM na China, em seu devido tempo.

A empresa chinesa cunhou o termo “I2I” – IBM por Inspur – como um slogan de marketing. As duas empresas não fizeram nenhuma menção sobre cibersegurança na sexta-feira, quando anunciaram que a IBM faria seu software de banco de dados DB2 e aplicativos de software Websphere disponíveis para uso em linha de servidores K1 da Inspur.

A IBM também irá disponibilizar seus processadores Power8 e chips de apoio para ajudar o desenvolvimento da Inspur, enquanto oferece assistência técnica, segundo as empresas.

Com sede na cidade oriental de Jinan, a Inspur tem crescido rapidamente nos últimos anos, com o apoio de um governo chinês interessado em alcançar a independência tecnológica, embora os analistas duvidam que ela poderia derrubar IBM no curto prazo.