IBM estuda relógio que se transforma em smartphone ou tablet

Companhia americana registrou a patente para o desenvolvimento de um novo tipo de relógio inteligente

São Paulo – A IBM está estudando uma entrada no mercado de smartwatches. E a companhia americana não pretende fazer isso de forma discreta. Nesta semana, o site holandês LetsGoDigital revelou que a empresa americana registrou uma patente para um relógio inteligente que é capaz de se transformar em uma espécie de celular ou tablet de pulso.

Antes de mais nada, é importante destacar que o projeto ainda se trata apenas de uma patente registrada e que não há qualquer previsão para que ele chegue ao mercado, ou mesmo seja produzido. As imagens divulgadas na internet ganharam cor e renderização pelo próprio site holandês.

O aparelho traz uma tela retangular sem bordas de tamanho convencional, semelhante as utilizadas por fabricantes como Apple e Samsung. A diferença, porém, é que o display é bem mais grosso já que acopla outras sete telas que podem ser desdobradas.

Assim, é possível aumentar o tamanho do display para que ele tenha dimensões de 10 cm de largura por 15 cm de altura, semelhante as medidas de um smartphone. Quem optar por uma experiência visual melhorada pode desdobrar o restante das telas e obter um visor de 20 cm de largura por 30,5 cm de altura.

Multiuso: com sete telas, aparelho pode se transformar em um celular ou em um tablet de pulso

Multiuso: com sete telas, aparelho pode se transformar em um celular ou em um tablet de pulso (LetsGoDigital/Reprodução)

Além da tela, o relógio ainda traz outras funções que o transformam em dispositivo bastante versátil. O gadget é composto por entradas de teclado e mouse e também para alto-falantes.

O mercado de smartwatches é dominado pela Apple. Em 2018, a empresa americana detinha 50,7% das vendas, segundo dados da empresa de pesquisas Statista. Rival nos smartphones, a Samsung está em segundo lugar, mas apenas com uma fatia de 13,2% do comércio global.