Grooveshark terá serviço de música por streaming no Brasil

O Grooveshark, um dos mais conhecidos serviços de música por streaming na web, deverá ganhar uma versão brasileira, com artista locais

São Paulo — A norte-americana Grooveshark, que oferece streaming de músicas, se prepara para fortalecer sua presença nos dispositivos móveis da América Latina em parceria com a Pmóvil. O Grooveshark já tem interface em português e já é usado gratuitamente por brasileiros. Agora, haverá mais conteúdo específico para o país. Esse tipo de serviço vem ganhando popularidade. Google e Amazon já atuam nessa área e a entrada da Apple é prevista para as próximas semanas.

Os serviços da Grooveshark incluem criação de playlists e rádios baseadas no perfil do usuário para acesso via web em computadores ou através de aplicativos móveis disponíveis para os sistemas operacionais Android, BlackBerry, Palm WebOS e Symbian. O aplicativo para iPhone não recebeu autorização da Apple e está disponível apenas para usuários de iPhones que passaram pelo processo de desbloqueio, mais conhecido como jailbreak.

De acordo com o CEO da Pmóvil, Fabián de la Rúa, atraída pelo sucesso da Blaving, rede social de voz da Pmóvel na região, a Grooveshark procurou a desenvolvedora para ser a parceira estratégica na distribuição dos aplicativos móveis na América Latina. “Além da distribuição, cuidaremos de toda a negociação com artistas, gravadoras e editoras de música porque a Grooveshark precisa de conteúdos locais para entrar na região”, conta. 

De acordo com de la Rúa, executivos da Grooveshark irão a Buenos Aires na próxima semana para assinar o contrato. O serviço deve ser lançado inicialmente no Brasil, no México e na Argentina, a partir de agosto. Segundo estimativas de mercado, a Grooveshark faz streaming de 50 a 60 milhões de músicas por mês e tem mais de 10 milhões de usuários cadastrados. Fabián de la Rúa participou, nesta quinta-ferira, 19, do painel “O mercado de música na era da mobilidade”, durante o 10° Tela Viva Móvel, que aconteceu em São Paulo.