Você poderá receber alertas de trânsito e desastres via Facebook

Com base em localização, governos poderão enviar avisos para usuários da rede social

São Paulo – Em breve, prefeituras, governos estaduais e socorristas poderão enviar alertas locais diretamente para o Facebook dos cidadãos baseando-se na atividade do GPS de seus smartphones. A intenção do recurso, que está em fase de testes, é avisar os usuários da rede social sobre riscos envolvendo a região e alterações no trajeto realizado.

O anúncio da ferramenta foi feito no blog oficial do Facebook. Dados sobre desastres naturais, fechamento de rodovias, apagões ou outros incidentes que possam afetar as pessoas em determinadas áreas chegariam às linhas do tempo na rede social por meio de alertas e também agrupadas na sessão “Today In” (“Hoje em dia”, em tradução livre).

“Páginas de governos locais que participam dos testes podem sinalizar suas postagens como alertas locais como desejarem. As páginas podem postar até 35 alertas locais durante um período de 30 dias e podem marcar uma postagem como um alerta local por até seis horas. Isso não afetará a classificação de postagens no feed de notícias. Os alertas locais no Facebook não pretendem substituir os sistemas de alerta de emergência”, afirma a postagem.

Atualmente, cem páginas de governos locais testam a emissão dos alertas aos usuários. Como indica o site Venture Beat, o desafio do Facebook agora é fazer com que pessoas que não curtiram as páginas oficiais de prefeituras e demais órgãos do governo possam ser igualmente alertadas com eficiência caso haja algum risco na região em que estão.

“Hoje em dia” reúne informações locais

A seção “Hoje em dia” já funciona em mais de 400 cidades dos Estados Unidos. Ela é testada desde o início deste ano em municípios pequenos e médios. A iniciativa partiu de uma pesquisa realizada pelo Facebook em que metade dos usuários disse que queria ver mais notícias locais e informações de suas comunidades.

“A pesquisa mostrou que as pessoas queriam o que poderia ser tradicionalmente entendido como notícias locais ou informações sobre eventos passados, como reuniões de vereadores, relatórios de crimes e atualizações do tempo – bem como informações da comunidade que poderiam ajudá-los a fazer planos, como horários de ônibus, fechamentos de estradas e aberturas de restaurantes”, informa a empresa.

Confira a seguir o vídeo de divulgação do “Hoje em dia”: