Governo põe em consulta protocolo para tratamento de HIV

Proposta é reduzir de seis para quatro semanas o uso de AZT para filhos de gestantes soropositivas que receberam tratamento durante o pré-natal

O Ministério da Saúde colocou em consulta pública um novo protocolo para o tratamento de crianças e adolescentes com HIV.

A proposta da pasta é reduzir de seis para quatro semanas o uso de AZT para filhos de gestantes soropositivas que receberam tratamento durante o pré-natal.

Além do AZT, crianças deverão fazer uso de três doses de Nevirapina. O protocolo também sugere que crianças de um a cinco anos, com carga viral superior a 100 mil (quantidade considerada alta de HIV circulante no sangue) iniciem o tratamento.

O protocolo ficará em consulta pública até 9 de março. Pelo cronograma divulgado pelo ministério, ele deverá ser concluído até julho.