Google vai trocar orelhões por totens high tech com Wi-Fi

Primeiro projeto do Sidewalk Labs é trocar orelhões por totens com tablets, internet sem fio e porta USB na cidade de Nova York

São Paulo – O Sidewalk Labs, caso você não se lembre, é a nova divisão do Google, focada em resolver problemas urbanos usando tecnologia. No anúncio de criação do laboratório, o CEO e cofundador da empresa, Larry Page, não foi muito claro quanto aos projetos do Sidewalk Labs.

Agora, algo mais palpável aparece. A primeira grande missão do Sidewalk Labs será fornecer conexão Wi-Fi de alta velocidade grátis em ambientes urbanos.

Para isso, a Sidewalk Labs anunciou a aquisição de duas empresas que estavam por trás do projeto LinkNYC. A ideia é usar totens em cidades como antenas de internet sem fio. A cidade de Nova York será a primeira a receber a tecnologia.

Os terminais também devem ter outros recursos: ferramentas de comunicação (como ligações de graça para qualquer telefone do país), informações sobre a cidade e serviços municipais integrados.

O site da LinkNYC detalha as torres. Além do sinal de internet, eles teriam iluminação integrada, um tablet Android, teclado tátil com Braille, botão de emergência para chamar a polícia e porta USB para carregar a bateria de aparelhos. 

A ideia inicial é de pagar os custos vendendo espaço publicitário. Algo como acontece com propagandas em pontos de ônibus ou em termômetros de rua no Brasil.

“A visão é realmente fazer das cidades lugares conectados onde você pode andar em qualquer rua e ter acesso a Wi-Fi ultra rápido e grátis”, disse Dan Doctoroff, chefe da Sidewalk Labs à Wired.

O primeiro trabalho, em Nova York, tem como parceiros a Qualcomm e a Comark. A ideia é transformar 10 mil telefones públicos nos totens high tec.

A investida do Google nesse campo não vem como surpresa. A empresa, assim como o Facebook, vem trabalhando na ideia de levar conexão de internet a mais pessoas.

A matemática é simples: quanto mais pessoas conectadas, maior é o número de potenciais usuários dos serviços das empresas. Elas lucram com anúncios direcionados a seus usuários.