Google retira Grooveshark do Android Market

Seguindo os passos da Apple, o Google baniu o serviço de música Grooveshark de sua loja de aplicativos para smartphones e tablets com o sistema operacional Android

São Paulo — Adotando uma postura cautelosa, o Google decidiu retirar o aplicativo de músicas Grooveshark de sua lista de programas disponíveis na loja Android Market – responsável por oferecer conteúdo para smartphones e tablets que utilizam o sistema operacional Android.

O motivo seria a pressão de diversas gravadoras, que acusam o aplicativo de violar as leis internacionais de direito autoral. O Grooveshark funciona como um serviço de busca e reprodução de músicas via internet. Os usuários podem criar listas com seus gêneros favoritos, além de fazer o upload de canções no sistema.

Para controlar o fluxo e a autenticidade do material enviado, o site adota uma postura similar à do YouTube, que costuma apagar conteúdos que forem marcados por infringir direitos autorais. Para auxiliar seus frequentadores, a página oferece uma lista de gravadoras com as quais mantém um acordo de licenças que permite o upload de diversas músicas.

Essa não é a primeira vez que aplicativo é bloqueado. Em agosto de 2010, a Apple decidiu retirar o Grooveshark da App Store, impedindo sua instalação no iPhone, no iPad e no iPod. O principal motivo seria um processo movido em janeiro de 2010 pela Universal Music.