Google passa a permitir pagamentos com cartão de débito na internet

Débito ou crédito? Cartões múltiplos de bancos como Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú agora podem ser usados em compras online

São Paulo – O Google lança, nesta semana, uma atualização para o seu serviço de pagamentos Google Pay, disponível no mercado desde 2017. Agora, ele passa a aceitar o uso de cartões de débito e crédito. Com isso, assim como nas lojas físicas, o usuário terá que responder se deseja pagar com débito ou crédito em cada compra – e não mais ter que usar apenas a função crédito para comprar na internet.

Para João Felix, chefe de estratégia e operações do Google Pay na América Latina, afirma que a novidade abre o e-commerce para pessoas que não possuem cartões de crédito.

Para evitar problemas de fraude, o Google aplicou uma tecnologia de codificação atrelada a smartphones com sistema operacional Android. Quando o usuário fizer compras online no navegador Chrome no celular, ele verá a opção de pagar com débito ou crédito ao utilizar o Google Pay. Segundo Felix, essa tecnologia resolve um dos maiores problemas do uso de débito na internet: o risco de fraude. Ele explica que, se acontecer um uso indevido do cartão de débito, o estorno pode ser feito junto ao banco responsável pelo cartão, mediante solicitação do cliente.

No lançamento, o Google conta com parceiros como as bandeiras Elo, Visa e Mastercard; os adquirentes Adyen e Braspag; e as empresas CittaMobi (que faz recarga de cartão de transporte público), Claro, Evino, iFood, Ingresso.com, Grin, Rappi, Peixe Urbano, Yellow e Zul Digital. Os cartões aceitos são dos bancos Banco do Brasil, Bradesco, Caixa e Itaú.

O Google Pay rivaliza com o Apple Pay, que também é compatível com cartões de débito.

Veja, na imagem abaixo, o aspecto da tela exibida ao usuário quando ele tenta fazer uma compra com o Google Pay e precisa escolher entre usar a função débito ou crédito do seu cartão.

google-Pay

 (Google/Reprodução)