Google muda forma de nomear versões do Android

Gigante das buscas online deixa para trás tradição de nomes de sobremesas

São Paulo — O Google mudou a forma como vinha nomeando as versões do Android nos últimos anos. Pela primeira vez, a nova edição do sistema móvel para smartphones não leva o nome de uma sobremesa. Em vez disso, a abordagem da empresa foi similar à adotada tanto pela Microsoft quanto pela Apple. Como o Windows 10 e o iPhone X, Android 10 é como será chamada a nova edição do software do Google para celulares. Ela deve ser liberado ainda neste ano, chegando primeiramente ao smartphone próprio da empresa, integrante da linha Pixel – que não é vendida oficialmente no mercado brasileiro até o momento.

Um dos motivos apontados pelos executivos do Google para abandonar os nomes baseados em sobremesas é que o sistema é mais popular em mercados como Brasil e Índia do que nos Estados Unidos, onde o iPhone é líder de vendas. Ao adotar um número na sua nomenclatura, o Google torna o nome mais inclusivo para brasileiros e indianos, bem como para outros públicos.

Os nomes adotados pelo Android no passado eram todos em inglês, como Froyo, Honeycomb, KitKat, Lollipop, Oreo e Pie. Fora a facilidade de pronúncia e compreensão, o sucessor, Android Q, tem poucas opções de sobremesas com tal letra inicial.

Além da nova nomenclatura, o Google também mudou o visual do logo do Android, passando-o da cor verde para a cor preta, desse modo deixando-o com mais possibilidades de combinação com outras cores e melhorando a sua legibilidade.

O vídeo abaixo foi usado pela empresa para anunciar a sua mudança visual. Confira a seguir.